Ele com 94 anos e ela, 98, casaram-se depois de terem se conhecido na academia


2859 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Gertrude Mokotoff, de 98 anos e Alvin Mann, de 94, mostraram que o amor não tem idade. Os dois se conheceram em uma academia, na cidade de Middletown, em Nova York, e um amigo em comum resolveu apresentá-los.

Em seu primeiro encontro, ele a levou para um restaurante chamado Something Sweet. “Ele era um cavalheiro perfeito”, ela disse, e ele acrescentou: “Havia algo sobre ela que me fazia querer continuar conversando”.

Em um piscar de olhos, eles se tornaram um casal, falando sobre sonhos, objetivos e compartilhando uma vida juntos.

Até que, em uma noite, Gertrude decidiu mostrar que é uma mulher de atitude e o pediu em casamento.

Eles se casaram na prefeitura de Middletown, onde trocaram votos perante o prefeito Joseph DeStefano e 50 membros da família e amigos íntimos.

Quando o músico começou a tocar “Somewhere Over the Rainbow”, a Sra. Mokotoff saiu de uma sala lateral segurando um pequeno buquê de rosas brancas, e começou a caminhar lentamente em direção ao seu futuro marido, com os olhos cheios de lágrimas. Todos no local estavam sorrindo, especialmente o noivo.

“A idade não significa nada para mim ou para Gert”, disse ele. “Não a vemos como uma barreira.”

Os dois já tinham sete filhos, 12 netos e outros 7 bisnetos de outros relacionamentos.

História de vida dos dois

Com 23 anos de idade, a Sra.Mokotoff se casou com Reuben Mokotoff, um cardiologista de Manhattan. Por mais de três décadas, foi professora de biologia na Orange County Community College, em Middletown, onde agora é curadora.

Em vez de simplesmente se aposentar no final dos anos 60, a Sra. Mokotoff decidiu tentar a política e foi duas vezes eleita vereadora em Middletown, ganhando sua segunda eleição por uma única votação. Aos 71 anos, tornou-se a primeira prefeita de Middletown, onde exerceu o cargo por dois anos consecutivos.

Ela foi casada por 61 anos, até a morte de seu marido.

“Minha mãe sempre foi uma mulher muito ousada”, disse a filha mais velha e também a dama de honra da noiva, Susan Mokotoff Reverby, 71.

Alvin serviu na guerra em 1943  e quando retornou, abriu um negócio em  Manhattan. O primeiro casamento do Sr. Mann, que durou 20 anos antes de terminar em divórcio, lhe deu seu único filho homem, Mark Mann, agora com 71 anos, que foi o seu padrinho. Ele possui também outras duas filhas de seu segundo casamento, que durou 45 anos, até a morte de sua esposa, em 2007.

No ano passado, o Sr. Mann tornou-se a pessoa mais velha a se formar na faculdade Mount St. Mary e também recebeu um doutorado honorário em maio passado.

Após a cerimônia, o Sr. Mann conseguiu escapar e momentos depois, reapareceu na frente da Prefeitura, ao volante do seu Toyota Corolla vermelho.

Quando os convidados chegara saíram, ele pisou no pedal do acelerador e passou por eles pela rua, arrastando ruidosamente latas de refrigerante amarradas ao pára-choque traseiro abaixo de um letreiro que dizia “Just Married”.

A recepção da festa foi feita  no restaurante John’s Harvest Inn, onde a noiva ergueu o vestido e revelou que estava usando uma liga.

“Muito bom”, disse Mann, suas bochechas ficando tão vermelhas quanto o Corolla. “Devo admitir que eu gosto disso”, completou.

O noivo foi então questionado como sua vida poderia mudar agora que ele é um homem casado, novamente.

“Nada vai mudar”, disse o Sr. Mann, pegando a mão de sua esposa enquanto falava. “Daqui em diante, somos apenas nós dois, juntos, nos dias restantes de nossas vidas“.

Com informações do site SóNotíciaBoa

Fotos: Justin Gilliland/The New York Times


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista