Garoto adotado faz aniversário e pede alimentos para crianças órfãs


Garoto adotado faz aniversário e pede alimentos para crianças
7756 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

O que falar de uma criança que de presente de aniversário não pede absolutamente nenhum presente e nenhuma festa, mas alimentos para as crianças que vivem em um abrigo à espera para serem adotadas? Isso aconteceu em Balneário Camboriú, em Santa Catarina e quem compartilhou esta história com a gente foi Marta Brancher Palhano, a mãe orgulhosa de seus filhos, que desde pequenos mostram que vieram ao mundo para fazer o bem e espalhar amor.

Marta tem 2 filhos adotivos: o Pedro, de 5 anos e a Cecília, de 8. Quando ela sentou pra conversar com Pedro para saber o que ele gostaria de fazer em seu aniversário teve uma linda surpresa: “Levar comida para as crianças, que ainda moram em um abrigo”. O garoto disse que gostaria de levar comida, pois ele conhece a realidade de lá e sabe que muitas vezes falta comida. 

Existe um programa, chamado Causas Visa, onde você também pode ajudar instituições que cuidam de crianças carentes. Você se inscreve e, toda vez que você usar seu cartão cadastrado, a Visa faz uma doação por você. Participe aqui.

Marta e seu marido sempre conversaram muito com seus filhos, sobre a importância de fazer o bem ao próximo e de serem generosos com os mais necessitados e essa não é a primeira vez que as crianças tomam atitudes como esta. Cecília, há 2 anos, também ajudou uma instituição que treina cães guia, a Cães Guia Hellen Keller e a ONG Viva Bicho, que cuida de animais abandonados.

Garoto adotado faz aniversário e pede alimentos para crianças órfãsMarta diz que se orgulha muito das atitudes altruístas de seus dois filhos:Achamos essa ideia linda vindo de uns serzinhos tão pequeninos, a percepção que eles têm de mundo, realmente nos supera. Agora vamos ajudar para que mais crianças possam receber comida, algo que para nós pode ser simples, para elas que são privadas de tantas coisas, ter a fome saciada, é o que pode fazer a diferença no dia desses pequenos”, disse ela em conversa com equipe do Razões. Lembrando que você também pode ajudar (sem gastar nada) instituições que ajudam crianças, saiba mais aqui.

Pedro foi adotado quando tinha um ano e dez meses e Cecília, quando faltava uma semana para completar cinco anos. Talvez por já terem conhecido de perto a realidade dos abrigos, eles tenham esta percepção das necessidades das crianças, mas a educação que eles recebem em casa também faz toda a diferença, já que sua família sempre se preocupou em ajudar quem precisa.

Vejam só a carinha de felicidade do Pedro ao fazer este gesto incrível de caridade. Esta senhora que está ao lado dele é a coordenadora do Lar Bom Pastor, do qual Pedro fez a doação dos alimentos.

Mas Marta não deixaria o aniversário de seu filho passar em branco e a família acabou organizando uma pequena festinha para o garoto:

Garoto adotado faz aniversário e pede alimentos para crianças que ainda esperam um lar

Com a campanha iniciada por Pedro, a família arrecadou muitas cestas básicas, engradados de leite e de achocolatado e diversas cestas de páscoa. Aos poucos foi-se criando uma verdadeira rede de solidariedade e empresas, como a Fort Atacadista, também fizeram questão de ajudar. (Você também pode ajudar causas como essa, inscreva-se no Causas Visa e não pague a mais por isso, aqui.)

Um garoto de apenas 5 anos foi responsável por criar uma extensa rede de solidariedade, da qual diversas pessoas e empresas estão se mobilizando para doar o que podem para quem precisa. Marta diz que tem recebido ligações de outras mães também: Hoje recebemos a ligação de uma mãe que a filha fez a festa semana passada e também pediu a cesta inspirada no Pedro, e estavam levando lá no abrigo“. Outras mães também estão postando fotos de seus filhos fazendo o doações para este e outros abrigos.

Marta diz que ela e seu marido, antes de adotarem as crianças, chegaram a tentar duas fertilizações, mas elas não deram certo. Na época, a médica simplesmente não encontrou nenhum motivo para que isso acontecesse, mas a vida realmente vai moldando nossos caminhos, sem que a gente compreenda muito bem e hoje, ela diz que já sabe porque isso aconteceu: porque na verdade, seus filhos já tinham nascido, só estavam esperando para encontrá-la!Me pergunto sempre, o que fizemos de tão especial para receber dois filhos tão anjos, cheios de luz”.

Apoie causas com a Visa, sem pagar nada a mais por isso. Escolha sua causa e comece a ajudar aqui.

Fotos: Marta Brancher Palhano – Reprodução autorizada.



Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar