fbpx

Mãe doa 450 litros de leite materno para ajudar outras mulheres

A americana Tabitha Frost produz mais leite do que sua filha necessita.


mãe doa 450 litros leite mulheres bebês
PUBLICIDADE ANUNCIE

Enquanto Tabitha Frost produz leite materno em excesso, outras mães não produzem o necessário para alimentar seus próprios bebês nos primeiros meses de vida.

A americana de 29 anos tem a síndrome de hiperlactação, que faz com que produza três vezes mais leite do que a média para uma lactante. As informações são do SóNotíciaBoa.

Então, por que não doar o excedente, que a filha Cleo, 8 meses, não consome para outras mamães? Ela estima que produza quase 2,7 litros de leite por dia, mas Cleo se satisfaz com apenas 740 ml.

Pelas contas, nos últimos oito meses, ela doou cerca de 450 litros, através de uma empresa chamada ‘Prolacta’, que processa o leite para que possa ser encaminhado, livre de micro-organismos, a bancos e mães necessitadas.

Vacay milk stash 🍼 I am donating all of this milk to a mom of four whose twin babies have a bleeding disease. They both have g-tubes and depend solely on breast milk. Their mama had surgery and lost her supply during recovery. So happy to help them, especially when I don’t have the means to transport this milk home with me. #milksharing #breastmilkdonation #milkdonor #breastmilkdonor #breastfeedingmom #pumpingmom #pumplife #liquidgold #liquidgoldmine #hm4hb #humanmilkforhumanbabies

PUBLICIDADE ANUNCIE

Uma publicação compartilhada por Tabitha Frost (@liquidgoldmine) em

Tabitha, que também é mãe de Adelaide e Jaxon, conta que tem que retirar o leite a cada três horas para que seus dutos não fiquem obstruídos. Até mesmo a enfermeira que a acompanhou durante as primeiras mamadas de Cleo, ainda no hospital, ficou surpresa com a quantidade de leite que produz.

“Ela nunca tinha visto tanto leite antes”, lembra a mãe, de Carlsbad, na Califórnia.

Ela precisa estar preparada para bombear o leite a qualquer momento. “Minha rotina não para porque eu estou de férias por que não me sinto bem ou dormi pouco. Sempre estou tirando leite.”

Tabitha já tirou leite inclusive em shows, jogos de baseball, no carro e até em museus. “Pode dizer o lugar, eu provavelmente já tirei lá. Não deixo que a vida me atrapalhe. Já estive no meio de um encontro com o meu marido e tirei 15 minutinhos para continuar”, declarou.

Leia também:

Shoppings de SP devem ter fraldários também em banheiro masculino

Estudantes de Mato Grosso criam fralda biodegradável feita a partir de mandioca

crédito das fotos: Reprodução/Instagram @liquidgoldmine

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar