fbpx

Mulher viaja o mundo para adotar 4 órfãos com o mesmo distúrbio genético que ela


PUBLICIDADE ANUNCIE

Kristi Smith nasceu com uma distúrbio genético raro, a Fenilcetonúria, que não tem cura, mas pode ser controlada e se não for tratada corretamente pode levar a convulsões e deficiências de desenvolvimento e distúrbios mentais e físicos. Porém, quando ainda era criança, seus pais descobriram que a doença poderia ser controlada se Kristi tivesse uma dieta alimentar com pouca proteína. Foi por causa disso que, hoje, ela leva uma vida normal.

A norte-americana vive em Tuscon – Arizona, com seu marido, Matt Lorch e, quando eles decidiram que queriam ter filhos, depois de diversos exames, descobriram que devido à doença de Kristi, as chances dela sofrer aborto espontâneo e do bebê nascer com sérios problemas seriam altíssimas. Foi então que o casal decidiu adotar, porém com uma condição: Kristi queria crianças que possuíam a mesma doença que ela.

A ideia de adotar crianças que possuem a mesma rara condição de Kristi surgiu porque, o casal já sabe como lidar com esta doença e, além do mais, sempre gostaram da ideia de poder proporcionar um lar para crianças que precisam de amor e cuidados especiais. Quando começaram a pesquisar, descobriram que haviam 2 meninos com Fenilcetonúria, na China e, a história começa aí.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Relacionado: Pastora trans adota menino com necessidades especiais e menina trans: “Nasci para ser mãe”

Em maio de 2015, eles foram para a China e voltaram com Andrew e Luke, que na época tinham 2 anos e viviam em um orfanato especial, para crianças com problemas de saúde. Pouco tempo depois, o casal descobriu mais dois garotos com a mesma condição, que também viviam na China. Ben, que na época tinha 13 anos e tinha alguns problemas comportamentais e de desenvolvimento, ocasionados por causa da falta de tratamento adequado; e Caleb, de 9 anos.

Eles dizem que já sente diferença na evolução dos garotos, que agora com a dieta especial que Kristi sempre seguiu, começaram a mostrar melhoras no aprendizado e tornaram-se mais calmos e gentis. Mais uma prova de que, com amor e carinho, vidas podem ser transformadas para sempre!

Com informações de Good News Network

Fotos: McKinley Corbley

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar