fbpx

Exposição no Rio chama a atenção para maus tratos de elefantes

Sete elefantinhos acorrentados chamam a atenção para maus tratos desses animais na América do Sul.


exposição rio chama atenção maus tratos elefantes
PUBLICIDADE ANUNCIE

A exposição a céu aberto Elephant Parade 2018, no Rio de Janeiro, chama a atenção dos cariocas e turistas para a situação precária em que vivem diversos elefantes na América do Sul: aprisionados, maltratados e estressados.

Entre quase 60 esculturas, 7 elefantinhos se destacam por um detalhe triste: estão acorrentados. A ação foi desenvolvida pela Agência Espalhe MSL para a marca Amarula, em parceria com a ONG Santuário de Elefantes.

“O problema dos elefantes atualmente não está no radar das pessoas. No mundo, a cada 15 minutos um elefante é morto pelo marfim e, no Brasil, muitos ainda vivem aprisionados. O objetivo desta ação é duplo: dar visibilidade para esta causa tão importante e apoiar o Santuário, de quem somos parceiros, na arrecadação de fundos para resgatar elefantes e levá-los para a sede do projeto na Chapada dos Guimarães”, diz Theo Leal, Gerente de Marketing da Distell, grupo que produz o licor Amarula, na América Latina.

O Santuário de Elefantes, o primeiro da América Latina, resgata elefantes cativos em situação de risco e oferece a eles o espaço, as condições e os cuidados necessários para que possam se recuperar física e emocionalmente dos anos passados em cativeiro.

exposição rio chama atenção maus tratos elefantes Leia também: Campanha conscientiza sobre macacos vítimas de tráfico e maus tratos

Segundo informações da ONG, em torno de 50 elefantes permanecem em cativeiro de forma precária na América do Sul. São animais usados nos circos e moradores de zoológicos, locais onde ficam acorrentados ou expostos em espaços muito pequenos para o seu tamanho e sua necessidade de movimentação.

exposição rio chama atenção maus tratos elefantes

PUBLICIDADE ANUNCIE

exposição rio chama atenção maus tratos elefantesAo final da Elephant Parade, as sete esculturas dos elefantinhos acorrentados serão leiloadas e o dinheiro arrecadado será destinado ao Santuário, para ajudar no resgate de mais elefantes.

Como participar

Com a intervenção, Amarula reforça o compromisso global com a preservação dos elefantes e convida o público a divulgar a causa em suas redes sociais compartilhando fotos das obras. “A cada 15 minutos perdemos um elefante no mundo e em 20 anos eles podem ser extintos. Abra seu #CoraçãodeElefante e junte-se a esta causa” é um dos exemplos de mensagens que estarão expostas em placas junto às obras.

Entre os locais escolhidos para receber a intervenção estão o Pão de Açúcar, na Urca, Parque dos Patins e Parque das Taboas, na Lagoa, Avenida Vieira Souto, Avenida Atlântica, Leblon e Arcos da Lapa.

Artista Obra Local Bairro
Luca Ewbank Brenda Av. Pasteur, 520 – Bondinho Urca
Binho Ribeiro Jardineiro ao Entardecer Lagoa Rodrigo de Freitas – Parque dos Patins – Lagoa Lagoa
Rafael Mantesso Sunset Lagoa Rodrigo de Freitas – Parque das Taboas – Lagoa Lagoa
Guinr Âmago Aberto Av. Vieira Souto X Esquina com Joana Angelica Ipanema
Linda Valente Uma tarde de domingo Av. Atlântica,1702 – Quiosque Raibow – Copacabana Copacabana
Mariana Revelles Bob Carioca Av. Ataulfo de Paiva, 1228 – Leblon Leblon
Renan Cristian Saideira R. dos Arcos, 24 – Lapa Lapa

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

crédito das fotos: Reprodução/Agência Espalhe MLS

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar