fbpx

Florianópolis terá Réveillon sem barulho para não assustar cães


Florianópolis terá Réveillon sem barulho para não assustar cães
PUBLICIDADE ANUNCIE

Pela primeira vez desde que as festividades do Réveillon são realizadas, a cidade de Florianópolis se atentará para o barulho causado pelos fogos de artifício, cuja poluição sonora prejudica pessoas com autismo e animais em geral.

A prefeitura anunciou que haverá mudanças no show, de modo a minimizar a poluição sonora das atrações do Réveillon.

No momento, o espetáculo está em fase de orçamento, mas o prefeito já solicitou às empresas interessadas que o material emitam um som de explosão menor, sem perder a qualidade final da queima de fogos. De acordo com a licitação, isso é absolutamente atingível. A Secretaria de Turismo estima que a queima deste ano durará 15 minutos, alimentadas por quatro balsas.

Leia tambémQuase 200 pessoas vão a abrigos confortar cães durante fogos de artifício

“Já havia um pedido das pessoas sobre o estampido dos fogos em relação aos cachorros, que ficam alvoroçados. Sobre as crianças com autismo, recebemos alguns vídeos em que elas ficam muito agitadas com o barulho. Então vamos tentar algo diferente para fazer essa inovação” — disse Juliano Richter Pires, secretário de Turismo de Florianópolis.

Florianópolis terá Réveillon sem barulho para não assustar cães
Foto: Cristiano Andujar / Prefeitura de Florianópolis

Para acompanhar a apresentação com os fogos, a prefeitura também encomendou um ‘show de águas’, que será feito com duas bombas hidráulicas instaladas entre o Trapiche e o Bolsão da Casan. A ideia da Secretaria de Turismo é sincronizar som e imagem, tornando o show mais sofisticado tecnicamente. Futuramente, neste mesmo local, será implantada a Marina da Beira-Mar Norte.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Conforme foi aprovado na Câmara de Vereadores, a proposta da secretaria é aproveitar o espaço concedido à iniciativa privada para a realização do show, via PPP (parceria público-privada), e cobrar da empresa responsável um melhor aproveitamento tanto da água utilizada, quanto do material para queima dos fogos.

Leia tambémPrefeitura de SP proíbe soltar fogos de artifício barulhentos no município

De modo a reduzir a qualidade do show, a prefeitura pensou em aliar a apresentação na água aos fogos de artifício, não permitindo justamente que a queima seja a única protagonista do espetáculo. A cortina de água terá 20 metros de altura por 20 metros de largura e promete deixar o público presente boquiaberto!

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Destino Florianopólis
Foto de capa: Leo Munhoz / Agencia RBS

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar