Menino desaparece e sobrevive graças aos seus dois cachorros que o protegeram


cachorros
4540 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Amigo de verdade está junto em qualquer situação! Vitor Rodrigues, de dois anos, é o dono de dois cachorros muito especiais: Lili e Fred. O trio é inseparável e estão sempre brincando juntos na casa onde moram, em Pinheiro Preto, Santa Catarina.


Ouça essa matéria e, depois, assista ao vídeo lá embaixo! Clique no play acima!

Só que a família de Vitor levou um grande susto: certo dia, o menino desapareceu. Sua avó, Gerci, e sua mãe, Sirlei, ficaram desesperadas.

Bombeiros de sete cidades da região vieram prestar socorro a família e uma grande operação foi montada. Além deles, pessoas da comunidade também se juntaram para procurar o menino. A cidade tem cerca de 3 mil habitantes, então o sumiço do menino virou notícia rapidamente.

Durante a madrugada, eles vasculharam toda a área da casa, porque acreditavam que ele estaria perdido no meio das plantações de soja e milho. Mas o temor maior era a possibilidade dele ter sido sequestrado, já que a casa da família do menino fica ao lado de uma avenida movimentada na cidade.

Depois de muito procura, e da mãe de Vitor estar quase passando mal de nervoso, a avó do menino percebeu que os cachorros também tinham sumido.

“Se alguém o tivesse sequestrado, não teria levado os cachorros também “, disse.

Depois de 12 horas, em uma madrugada muito fria,o garoto e os dois fiéis amigos foram encontrados. Eles estavam no meio da lavoura de soja. Vitor estava descalço, só de bermuda e sem camiseta.

“Menino o que você está fazendo aqui? Essa é hora de você tomar café. Vamos para casa”. disse a soldado Luciane Medeiros, do Corpo de Bombeiros, quando o encontrou.

O menino apresentou um pequeno quadro de hipotermia e foi levado para o hospital de Videira para cuidados médicos.

A soldado contou que perguntou ao garoto se ele sentiu medo, e o menino respondeu que não, pois os cachorros o tinham protegido!

“Eu acredito que se ele não tivesse sido aquecido e protegido pelos cães, as consequências teriam sido mais graves “, disse o capitão do Corpo de Bombeiros, Valter Parisoto. Assista:

Foto: Divulgação


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista