fbpx

“O amor não é exclusivo dos humanos”: cadela passa velório todo ao lado do caixão da dona


PUBLICIDADE ANUNCIE

Uma imagem vale mais do que mil palavras e quando vemos estas fotos podemos confirmar que o amor que os cachorros sentem pelos seus donos é realmente algo de especial! Belinha era a companheira de Telma Maria de Andrade, que faleceu dia 8, em decorrência de um câncer e no velório de sua dona, ela simplesmente não saiu do lado do caixão nem por um instante.

Ela está na família há 4 anos e acompanhou a doença de Telma desde que chegou. Dionísio, o filho de Telma, afirma que elas eram amigas inseparáveis. Dividiam o pão do café da manhã, passavam o dia sentadas uma ao lado da outra e durante à noite dormiam juntas também.

Leia também: Cachorro de Kid Vinil vai a velório se despedir do músico e emociona a todos

Telma morava em Teresina, no Piauí, com seu marido e com o filho Dionísio, e é claro, com Belinha! Dionísio afirma: “Mesmo depois de morta, minha mãe está ensinando que o amor não é apenas do ser humano. Minha mãe e Belinha mostram que o amor dos animais é algo superior ao que a gente imagina” e que depois que sua mãe faleceu, Belinha passa o tempo todo no quarto chorando! Um amor que ultrapassa todos os limites!

PUBLICIDADE ANUNCIE

Com informações de Estadão

Fotos: Dionísio Neto

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar