Professor cria projeto para arrecadar vestidos para festa de formatura de meninas da periferia


formtura
697 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Com certeza você já se deparou com um vestido de festa que não usava mais, certo?  E que tal se ele pudesse realizar o sonho de alguém que não tem condições de alugar uma peça para a sonhada formatura?

Com isso em mente, o “Projeto Princesas” foi criado, com a iniciativa do professor de Educação Física Jessé Fragoso da Cruz, de 29 anos, de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, em contato com a realidade de meninas de 10 a 18 anos que estudam na Escola Estadual Tereza de Noronha.

“São meninas que estão em situações de vulnerabilidade e violência na região. Isso me fez pensar e agir pela transformação de histórias e contextos de vida de cada uma delas. E o grande sentido é elas não se tornam uma princesa simplesmente pelo vestido ou a tiara brilhante, mas por se reconhecerem como meninas e aprenderem como são especiais nesse mundo”, explicou.

Dedicado aos projetos sociais, Jessé busca seguir o exemplo dos pais que sempre compartilharam com o próximo o pouco que tinham.

“Vim de uma família em que meu pai era um líder comunitário e minha mãe sempre ajudava a comunidade. E isso me fez acreditar que a mudança está nas pequenas iniciativas. No início eram dezenas de meninas, hoje temos 150 envolvidas no projeto”, disse.

Este ano, o professor almeja arrecadar o máximo de vestidos para ajudar outras mulheres.

“É importante ressaltar que cada menina escolhe seu vestido e fica com ele. Os que não servem, nós incluímos em outro projeto social destinado a aluguéis a preços muito populares”, contou.

No decorrer do ano, Jessé coordena cursos, palestras e atividades que que contribuem no desenvolvimento social, familiar e pessoal de cada menina, e a formatura é o fechamento de um ciclo que merece prestígio.

“É o dia que elas enxergam todo o processo que passaram durante o ano e se sentem vencedoras. Parece algo simples, mas tem um efeito fortalecedor em que presenciamos meninas longe da violência e da gravidez precoce, que é muito comum nas periferias da cidade”, conclui.

Para ajudar

Quem quiser ajudar o Projeto Princesas, pode entrar em contato com o professor Jessé no telefone: (67) 99242-1324.

Via

Fotos:Reprodução Facebook 


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista