fbpx

Brasileiro perde dedo, cria nova forma de tocar e agora vai estudar em Londres

Christian Gabriel dos Santos vai estudar na Royal Academy of Music, em Londres.


Londres violino

Christian Gabriel dos Santos ganhou a oportunidade de estudar em uma das escolas de música mais prestigiadas do mundo: a Royal Academy of Music, em Londres.

Ele é aluno da Escola de Música do Estado de São Paulo e bolsista na Orquestra Jovem do Estado – a conquista não é mérito apenas dele, mas também de uma rede de apoio.

O jovem de 19 anos nasceu e cresceu na cidade de Duartina, localizada a 366 Km da capital paulista. Ele perdeu parte do dedo mindinho da mão esquerda – onde apoia seu instrumento, uma viola de arco, semelhante ao violino – quando tinha 5 anos, em uma estrutura metálica montada pela prefeitura da cidade nas comemorações natalinas.

Christian segurou a viola pela primeira vez em 2010, assim que ingressou no projeto social Musicrescer, em Duartina. “Era onde eu poderia ter um instrumento gratuito para estudar, sem que precisasse comprar, já que isso não era possível”, disse ele, em entrevista ao site Alma Preta.

A ideia de se matricular no projeto social foi do pai, responsável pela sua criação e a do irmão dele, três anos mais velho. Christian começou a dividir os dias da semana entre as aulas no ensino regular, pela manhã, e o estudo de música, à noite. Em casa, ele ensaiava “mais umas 2 horinhas, estudando baixinho”, para não atrapalhar o sono do pai, do irmão e dos vizinhos.

jovem negro toca violino arco londres
Jovem negro de 19 anos foi selecionado para estudar na Royal Academy of Music, em Londres.

Ele soube driblar a limitação imposta pela parte ausente do dedo mindinho – fundamental para tirar as notas na viola. Com a ajuda do professor Willian Cunha, do Conservatório Dramático e Musical de Tatuí (SP), desenvolveu uma técnica para tocar o instrumento.

“Ele (Willian) estruturou todas as ideias que eu tinha sobre como tocar viola sem um dedo e me passou as bases de como estudar com foco e nunca desistir.”

RELACIONADO: Sargento supera desconfiança e vira regente de orquestra em favela do Rio

De família humilde, o garoto não teve apoio financeiro da família para se lançar na profissão de músico. O pai trabalhou a vida toda na roça e é o único responsável pelo sustento da casa e dos filhos. Para pagar a viagem para Londres, Christian lançou uma campanha de financiamento coletivo – qualquer ajuda é bem-vinda. Ele também espera receber patrocínios para custear os estudos.

“Para mim é uma grande alegria e satisfação tê-lo como aluno. Ele é muito musical, expressivo, dedicado… não mede esforços para alcançar aquilo que quer!”, ressalta Mariana Costa Gomes, professora na Escola de Música do Estado de São Paulo.

Christian se juntará a mais seis brasileiros que estudam na Royal Academy Music. Para ser aprovado, ele enviou três vídeos: um de apresentação e dois dele tocando peças de acordo com o edital de seleção. As aulas começam em setembro e, até lá, Christian se dedicará ao aperfeiçoamento do inglês – idioma que ele estuda por conta própria.

Confira uma das apresentações de Christian:

Foto: Reprodução/Arquivo pessoal Christian Gabriel dos Santos


Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar