fbpx

Crianças de escola na periferia de Sorocaba (SP) homenageiam artista negro

O artista plástico Casé recebeu uma homenagem inesquecível no mês da Consciência Negra.


crianças homenageiam artista plástico negro
PUBLICIDADE ANUNCIE

O artista plástico Carlos Gomes recebeu uma bonita homenagem de alunos do 2º ano do ensino fundamental de uma escola pública na periferia de Sorocaba, em São Paulo.

Começou com uma atividade proposta pela professora Alessandra: cinco meses atrás, ela pediu à garotada para fazer releituras de 12 obras de Casé, como é conhecido. Na segunda-feira (12), aproveitando que novembro é o mês da Consciência Negra, os pequenos apresentaram à Casé releituras de suas obras, homenageando seu trabalho e sua biografia.

crianças homenageiam artista plástico negro
Nada de artista europeu e branco, mas um artista brasileiro e negro

“Ela entrou em contato comigo e disse: ‘Olha, você é um pintor negro e de alto destaque no mercado. A gente soube da sua história, buscamos sua biografia. Você tem artes fora do país. E aí vai chegar o mês da Consciência Negra. Eu comentei sobre você e houve um entusiasmo muito grande dos meus alunos, em querer saber da sua história. Gostaria de saber se você me autoriza a trabalhar com suas obras com eles’. Eu mais do que pressa autorizei na hora”, disse Casé ao Razões para Acreditar.

crianças homenageiam artista plástico negro
Casé e a professora Alessandra com uma das obras do artista

E foi maravilhoso quando o grande dia chegou. O artista afirma que vai levar esse momento para o resto da vida. “Não tem preço nem dinheiro [que pague]. Muitos fizeram uma fila indiana e vieram me abraçar. E vinham perguntando ‘Como você pinta daquele jeito? Os olhos são de verdade’, ‘Como que a pele pode ser igual de gente mesmo?’, ‘É verdade que desde criança você desenha?’”.

crianças homenageiam artista plástico negro

Casé pinta desde novinho e conta que fazia os trabalhos de artes das primas em troca de doces. A criançada achou o máximo a história e muitos disseram que gostariam de ser artistas como Casé. Ele incentivou os pequenos a trilharem seus passos: “Aí eu falei: ‘Poxa, você já é. Porque a partir do momento em que você tem esse desejo, pode ter certeza que você já é um pintor’. E assim foi, foi muito, muito rico.”

Casé ainda levou um presente para os alunos da professora Alessandra: tinta acrílica e pincéis. Ele comentou com uma amiga sobre a homenagem que receberia e os dois decidiram dar esse incentivo para os pequenos continuarem pintando. Até porque os meninos fizeram as releituras de suas obras com tinta guache, que não é a melhor tinta para pintar, pois endurece muito rápido.

PUBLICIDADE ANUNCIE

crianças homenageiam artista plástico negro crianças homenageiam artista plástico negro

As crianças ficaram encantadas com o presente e retribuíram dando a Casé os desenhos que haviam feito, além de abraços afetuosos e o reconhecimento mais sincero que um artista de destaque, com obras vendidas para fora do país, pode receber.

crianças homenageiam artista plástico negro

Ai, o coração agora tá até mais quentinho, e o de vocês? Ah, veja alguns trabalhos de Casé e dá um pulo na sua página do Instagram para conhecer mais.

crianças homenageiam artista plástico negrocrianças homenageiam artista plástico negro

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

crianças homenageiam artista plástico negro

crédito das fotos: Reprodução/Twitter @gomestth

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar