Gentileza urbana: ‘Brás Arte Ocupa’ espalha contemporaneidade pelas ruas

Com a intenção de proporcionar conhecimento, cultura e conteúdo, uma exposição a céu aberto foi instalada no bairro paulista com assinatura de oito artistas do segmento


O quarteirão entre as Ruas Martim Burchard, Prudente de Morais, Domingos Paiva e Rangel Pestana, em frente à estação de trem e ao lado do metrô do bairro do Brás, em São Paulo, recebeu o projeto Brás Arte Ocupa. A proposta tem o objetivo de trazer o que foi feito para ficar dentro de casa para a apreciação ao ar livre. As obras assinadas por oito artistas contemporâneos foram transformadas em cartazes artísticos no estilo lambe-lambe e estão colorindo o quarteirão.

Idealizado pela incorporadora Gamaro em conjunto com a AHP + P. Arq Comunicação, Arquitetura e Urbanismo, o Brás Arte Ocupa, nasceu a partir de uma pesquisa sociocultural para consultar a adesão dos moradores a esse projeto. “O aceite dos comerciantes e dos moradores foi imediata, acreditamos que esse tipo de intervenção traz conteúdo, cultura e conhecimento para um público que não está acostumado a frequentar galerias de arte”, conta o diretor de incorporação da Gamaro, Vinicius Amato.

Quatro paulistanos, dois paulistas, um goiano e um belo-horizontino formam a equipe de oito artistas do Brás Arte Ocupa. Com 220m² de cartazes impressos, Alice Ricci, Cristina Suzuki (também curadora), Jê Américo, Gustavo Jeronimo, Marcelo Peralta, Mariana Vilela, Sheila Oliveira e Thiago Toes estão com suas obras expostas pelas ruas do bairro de São Paulo. Cores vibrantes ou não, desenhos de pessoas, animais, natureza, abstrato, geométricos, sobreposições, pinturas, fotografias ou digitalizado, esses artistas colocaram na cidade o seu trabalho com olhar sutil e apurado do que é arte urbana.

“Uma intervenção urbana pode transformar o dia-a-dia de sua vizinhança. O projeto foi idealizado em um local que trará nova ocupação ao bairro, e trouxemos os artistas para olhar a cidade e compor o inusitado, dialogando com os edifícios do quarteirão de maneira a criar um circuito. O lambe foi escolhido por técnica e artisticamente se adequar a um lugar que se transforma a cada dia”, completa a sócia da AHP + P. Arq, Adriana Pusch.

Projeto Brás Arte Ocupa

Arte de Cristina Suzuki

Projeto Brás Arte Ocupa

Arte por Marcelo Peralta

Projeto Brás Arte Ocupa

Arte por Gustavo Jeronimo

Acessar

Não tem uma conta?
REGISTRAR

Resetar senha

Voltar para
Acessar

REGISTRAR

Logar

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista