Cabeleireira devolve sorriso a menina com depressão após 13 horas de tratamento e palavras de afeto

"Eu sabia como é sentir que não se vale nada"


Cabeleireira
2693 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

O mais simples e prático, mas também o mais desumano, seria raspar o cabelo da jovem que há anos sofre de depressão crônica. A aprendiz de cabeleireiro Kayley Olsson fez diferente, esbanjando senso de humanidade.

Raspar o cabelo foi uma ideia da própria adolescente de 16 anos, assim que ela colocou os pés no salão onde Kayley trabalha, em Waterloo, no estado americano de Iowa. Ela disse à Kayley que estava se sentindo “tão para abaixo e sem valor” que não tinha forças para pentear o cabelo que ia até sua cintura.

A adolescente tinha uma sessão de fotos com a turma da escola marcada para os próximos dias. O problema é que ela não estava disposta, sem energia para arrumá-lo. A solução foi procurar um salão para dar um fim ao cabelo emaranhado e sujo.

Mas, Kaykey e sua colega Mariah Wenger concluíram que atender ao pedido da cliente, na situação em que ela se encontrava, seria um erro! “Eu sabia naquele momento que precisávamos preservar o cabelo dela o mais que podíamos”, escreveu Kayley no Facebook.

Com paciência e zelo, as duas cabeleireiras desembaraçaram e pentearam o cabelo da estudante. O trabalho levou 13 horas e se estendeu por dois dias. Mais do que melhorar a aparência do cabelo, foi um momento para encorajar a adolescente e elevar sua autoestima, disse Mariah, mãe de duas meninas.

“Pude me relacionar de maneira muito forte com os problemas mentais dela, com a luta diária deles, por causa das minhas dificuldades com depressão e ansiedade pós-parto. Eu sabia como é sentir que não se vale nada. Uma criança nunca deveria se sentir assim”, acrescentou.

“Depois de ficar aqui durante 8 horas ontem e 5 horas hoje, finalmente fizemos essa linda menina sorrir, e sentir que ela TEM valor”, comemorou Kayley.

A publicação de Kayley foi compartilhada mais de 76 mil vezes e recebeu mais de 197 mil reações. Os internautas parabenizaram as cabeleireiras e compartilharam suas experiências com a depressão, lembrando que a adolescente não está sozinha. “Você é incrível por reconhecer que este é um problema de saúde mental”, disse uma usuária.

Veja o antes e o depois do cabelo da adolescente:

Incrível, né? 😉

NOTA DO RAZÕES:

Sonhar acordado é delicioso, mas já imaginou o que a realidade virtual pode fazer? Estes idosos de uma casa de repouso tiveram seus sonhos realizados por meio da realidade virtual, assistam:

Fotos: Reprodução/Facebook


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista