Dia de sonho: concurso de beleza em presídio paulista melhora a autoestima das detentas


presídio
210 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Uma boa autoestima é muito importante para o nosso equilíbrio emocional, pois quando gostamos de nós mesmos, passamos a amar mais o outro também. Por isso, o concurso de beleza que aconteceu na penitenciária feminina de Ribeirão Preto, com 31 detentas participando, foi uma ótima ideia para ajudar a dar um pouquinho mais de vida aos dias das moradoras do presídio.


Ouça essa emocionante história! Clique no play acima!

O presídio acomoda 310 detentas. 80 se inscreveram para participar do desfile e após, uma pré-seleção, 31 foram selecionadas.

Quem organizou o evento foi a CRC Modelos. Os equipamentos, roupas, produtos de beleza e outros itens foram obtidos através de parcerias da penitenciária. Voluntários da Igreja Universal do Reino de Deus se disponibilizaram para arrumar as detentas, e também conseguiram o resto dos produtos. O pastor Pedro Paulo disse que eles ficaram muito felizes em poder ajudar as presidiárias a terem um dia de sonho.

A diretora da cadeia, Juliana Preti Santiago, também disse que o concurso ajudou a melhorar o comportamento e a autoestima das mulheres, o que tornou o ambiente do presídio melhor.

A grande vencedora foi Mayara Cristina Gomes da Silva, de 24 anos. Ela contou que se preparou muito para poder ganhar. Extrovertida e dona de cabelos compridos, ela contou que depois que fez a inscrição, passou a malhar todos os dias, depois que terminava o trabalho no presídio. Ela foi condenada por tráfico de drogas e está presa há dois anos e nove meses. Apesar de ter ganho o concurso, seu grande sonho é ser enfermeira, pois dividiu a cela com mulheres mais velhas, que precisavam de cuidado.

Porém, não foi apenas Mayara que se preparou para o grande dia. As outras presas contaram que os rituais de beleza se intensificaram depois das inscrições para o evento. Elas passaram a cuidar mais do cabelo, da pele e o concurso foi o assunto mais comentado durante meses.

Outro ponto positivo do concurso foi conseguir trazer de volta a esperança para as mulheres, e fazer as detentas enxergarem outros caminhos para a vida.

Via

Fotos: Caio Daniel/Divulgação/SAP


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista