Varal Solidário ‘pega’ e ajuda quem precisa de agasalhos


agasalhos
245 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Já são duas iniciativas do tipo em Ribeirão Preto/SP, uma na 13 de Maio e outra no Quintino Facci 1. Duas iniciativas de moradoras de Ribeirão Preto ‘pegaram’ e vêm ajudando quem precisa de agasalhos. Mais do que isso, facilitam a vida das pessoas que pretendem doar roupas aos mais necessitados.

A ação pioneira na cidade é da fisioterapeuta Eliana Coelho Prezoto, que montou desde 3 de julho, com a ajuda de vizinhos, um Varal Solidário no canteiro central da avenida 13 de Maio, em frente ao antigo prédio da Ceterp. A mecânica é simples: quem doa o agasalho deve pendurar a roupa no varal. E quem precisa é só pegar, 24 horas todos os dias. A ideia de montar o varal surgiu quando Eliana recebeu, há três meses, uma foto no WhatsApp de uma tia de Goiatuba (GO) mostrando a iniciativa em uma outra cidade do estado. Depois disso, a fisioterapeuta conversava com a faxineira, que tem quatro filhos, perguntando sobre a necessidade de agasalhos. “Vi que ela estava usando o agasalho do filho”, relembra. Esse momento deu um clique em Eliana e ela decidiu montar o varal.

Para colocar a ideia em prática, comprou o varal, dois pacotes de prendedores e contou com a ajuda solidária dos vizinhos, que abraçaram a ideia. Somente das doações de Eliana para pôr para funcionar o varal foram 36 peças. O público atendido é bem diverso. “Vi morador de rua pegando, gente que desceu do ônibus, pegou e depois já tomou outro ônibus para ir embora. Uma idosa pegou uma camisa para o sobrinho”, relembrou. O polidor de carros João Batista Rodrigues foi um dos voluntários que ajudou Eliana a montar o varal. Além de ajudar na implantação da iniciativa solidária, também foi ajudado: pegou uma camisa, duas calças e uma toalha.

A empreendedora Renata Silva anunciou que pretende montar, a partir desta sexta-feira (4), um Varal Solidário permanente na Praça São Matheus, no Quintino 1, a poucas quadras da sua casa. A decisão veio após a experiência no último final de semana. Com a ajuda de mais voluntários, Renata montou o varal sábado (29) e domingo (30). O resultado surpreendeu: os moradores aderiram em peso e mais de 200 peças foram doadas. “Fiquei muito feliz com a experiência, não teve bagunça. A intenção é, além de ajudar a quem precisa, trazer as famílias para a praça”, diz Renata, que se inspirou em montar o Varal Solidário após ver ação semelhante em Taiaçu (SP) via Facebook.

Renata Silva

[Nota da Redação]

Acreditamos que a tecnologia pode proporcionar momentos inesquecíveis, como a realização de assistir uma apresentação de balé ou viajar para a Espanha, tudo isso é possível através da realidade virtual. Assista a experiência que levamos a uma casa de repouso de São Paulo:


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista