fbpx

Campanha educa crianças para se protegerem de violações sexuais

De maneira didática e leve, a animação ensina às crianças como se protegerem e denunciarem violações sexuais.


campanha violações sexuais crianças
PUBLICIDADE ANUNCIE

Quase sempre, os adultos se enrolam para falar sobre violações sexuais com as crianças. A conversa segue um caminho que não era para seguir, e a criança acaba entendendo nada daquilo que o adulto falou.

Por isso, iniciativas como a campanha ‘Defenda-se’, sobre a autodefesa das crianças frente a violações sexuais, são necessárias e importantes para as crianças saberem quando seus corpos sãos violados e a maneira correta de denunciar esses abusos.

Leia também: Na Índia, sexo com menores passa a ser considerado estupro (mesmo dentro do casamento)

Em 2018, a campanha chega ao seu quarto ano. Destinada a crianças de 5 a 12 anos, foi desenvolvida pela Rede Marista de Solidariedade, através do Centro Marista de Defesa da Infância, uma organização que atua na defesa e promoção dos direitos da criança e do adolescente.

A animação é inspirada no Plano Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes, especialmente no eixo ‘Prevenção’, que assegura a realização de ações preventivas contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

PUBLICIDADE ANUNCIE
campanha violações sexuais crianças
A animação ensina às crianças como se protegerem e denunciarem violações sexuais

Ainda responde ao 3º Protocolo Facultativo da Convenção da Convenção sobre os Direitos da Criança, da ONU, que prevê a possibilidade da criança denunciar violações de seus direitos à entidade – infelizmente, o Brasil não assinou o documento.

Com pouco mais de 2 minutos, a Defenda-se incentiva as crianças a ficarem atentas para perceber os toques que causam sentimentos ruins e ter coragem para dizer ‘não’ ao agressor, além de procurar adultos de confiança para se proteger das violações.

A página do Facebook Storyline BR postou o vídeo, que rapidamente viralizou e já tem mais de 2 milhões de visualizações. Assista:

Visite o site da campanha para saber mais e assista a mais vídeos no canal da Defenda-se no YouTube.

crédito da foto: Reprodução/Defenda-se

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar