fbpx

Estudantes dão força a professor acusado de “doutrinação comunista”

Os estudantes receberam o professor sob aplausos e com cartazes de apoio.


estudantes apoiam professor acusado doutrinação comunista
PUBLICIDADE ANUNCIE

Sob aplausos e com cartazes de apoio, estudantes do Colégio Santa Cecília, em Fortaleza, receberam o professor de Sociologia Jam Silva Gomes, na manhã de segunda-feira (29).

O professor foi acusado nas redes sociais de “doutrinação comunista” por exibir o filme ‘Batismo de Sangue’ para alunos do 2º ano do ensino médio. A produção audiovisual, baseada no livro homônimo de Frei Betto, aborda a resistência na ditadura militar no Brasil, iniciada em 1964 e que perdurou até 1985.

Leia também: Alunos consolam professora após sua mãe morrer dizendo que irão cuidar dela

O trecho do filme registrado por um aluno mostra a cena de tortura sofrida por personagens nos chamados “Anos de chumbo”. Após circular nas redes sociais, o documentário virou alvo de críticas de internautas que acusaram Jam de fazer uma crítica direta ao então candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro.

“Através de vários grupos de WhatsApp tomei conhecimento sobre a doutrinação marxista que o colégio Santa Cecília tem feito com seus alunos. Não sei se é verdade!”, escreveu um internauta, compartilhando o trecho gravado.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Pelo o que podemos ver no vídeo da recepção que prepararam para o professor após a polêmica, não é o que pensam os estudantes. Eles formaram um corredor e aplaudiram o professor para demonstrar que estão ao seu lado, e que o que dizem ser “doutrinação comunista” é no mínimo uma ofenda ao seu trabalho. Emocionado. Jam agradeceu a força dada pelos estudantes.

Dá play no vídeo e confira a recepção:

Leia também:

Crédito das imagens: Reprodução/Facebook João Paulo Vieira

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar