Modelo surdo abre instituto para empoderar crianças surdas através da língua de sinais


Nyle Dimarco
1147 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Sabia que existem mais de 650 milhões de pessoas com alguma deficiência no mundo? Querendo deixá-lo mais inclusivo, especialmente para as crianças, o modelo e ativista Nyle DiMarco fundou um instituto que empodera crianças surdas através da língua de sinais. Deficiente auditivo desde quando nasceu, ele cresceu numa família surda e acredita que essa característica não deve impedir os sonhos de ninguém.

Nyle é modelo e também ator – ele já participou das séries “Switched at Birth” e “Difficult People”. Nyle foi o primeiro candidato surdo a ganhar “American Next Top Model” e o segundo em “Dancing with the Stars”.

Estar num ambiente onde a maioria divide a mesma língua certamente o ajudou. Mais de 25 membros de sua família são surdos, incluindo o irmão gêmeo, Nico DiMarco, que é DJ. Porém, esse não é o caso da maioria das crianças com surdez, já que apenas 10% delas possuem pais com a mesma característica. Ou seja, 90% são parte de famílias ouvintes, o que traz desafios cotidianos, e apenas 25% dos pais sabem a língua de sinais.

Nyle DiMarco

Geralmente, o filho ou filha passa a ser, em grande parte dos casos, a primeira pessoa surda que eles conhecem na vida. “Ao descobrir isso, eles se desapontam e não sabem que os surdos também podem ter sucesso”, disse ele. Para complicar ainda mais esse cenário, apenas 2% dessa parcela têm acesso à educação com língua de sinais atualmente.  Nos primeiros cinco anos de vida, as crianças deveriam ter um período fértil de aprendizado e conhecimento, o que não acontece quando são surdas.

Então veio a ideia de reverter esse quadro e empoderar parte das 70 milhões de pessoas surdas ao redor do planeta, a começar por ensinar a língua de sinais para meninos e meninas, que representam o futuro. DiMarco fundou uma instituição com seu nome, que combate a chamada “privação de linguagem”, um problema sério ainda hoje, responsável por afetar a memória, a alfabetização, as habilidades matemáticas, entre outras.

Entre as lutas do ativista está a de garantir, por meio da legislação, que as crianças surdas do Estados Unidos tenham acesso a língua de sinais antes de chegar aos 5 anos de idade. O modelo também usa sua imagem e redes sociais para debater assuntos como a inclusão de pessoas surdas no cinema, e inspirar as próximas gerações, mostrando que tudo é possível. Já podemos eleger esse deuso como o novo “homão da p*rra”?

“Encontre sua habilidade na sua deficiência”

Nyle DiMarco foundation

Nyle Dimarco foundation

Veja algumas fotos do Instagram do modelo:

A post shared by Nyle DiMarco (@nyledimarco) on

A post shared by Nyle DiMarco (@nyledimarco) on

A post shared by Nyle DiMarco (@nyledimarco) on

Fotos: reprodução/Nyle DiMarco Foundation e Taylor Miller / BuzzFeed


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista