fbpx

Professora aprende 35 idiomas para ensinar alunos imigrantes

A professora britânica Andria Zafirakou aprendeu 35 idiomas para se comunicar com alunos que não dominam o inglês.


professora aprende 35 idiomas ensinar alunos imigrantes
PUBLICIDADE ANUNCIE

Ensinar alunos que não dominam sua língua é uma tarefa desafiadora para qualquer professora ou professor. Também é verdade que o sucesso nessa empreitada tem um sabor único.

A professora de uma escola na periferia de Londres provou esse sabor e ganhou um prêmio milionário pelo esforço que realizou para aprender 35 idiomas e se comunicar bem com alunos vindos de países da África e Ásia, segundo informações publicadas pelo Hypeness.

Andria Zafirakou dá aulas na Escola de Aperton, em Brent, uma das regiões mais pobres e violentas da Inglaterra. A população é formada majoritariamente por negros, asiáticos e outras minorias da Inglaterra e do País de Gales. São faladas 140 línguas em Brent, dificultando bastante o ensino nas escolas.

A professora Andria Zafirakou teve que desenvolver métodos próprios de ensino e virar noites estudando diferentes idiomas para ensinar alunos que não dominam o inglês. A iniciativa chamou a atenção de educadores não só da Grã-Bretanha, mas do mundo inteiro.

professora aprende 35 idiomas ensinar alunos imigrantes
Nobel da educação para Andria Zafirakou. Ela merece!

O reconhecimento do trabalho realizado pela professora foi coroado com um prêmio considerado o Nobel da educação: o Varkey Foundation Global Teacher Prize (“Prêmio Professor Global”, em tradução livre).

Leia também: Mutirões produzem cadernos de desenho com frases motivacionais para crianças carentes de escolas públicas

professora aprende 35 idiomas ensinar alunos imigrantes

PUBLICIDADE ANUNCIE

O prêmio é uma iniciativa da Varkey Foundation, organização sem fins lucrativos que investe na área de educação. A primeira edição do Global Teacher Prize ocorreu em 2015.

professora aprende 35 idiomas ensinar alunos imigrantes
Andria recebeu a estatueta do prêmio de Lewis Hamilton, piloto inglês de Fórmula 1

“A comunidade que eu leciono em Brent é uma das mais diversas e multiculturais do mundo. Temos estudantes em circunstâncias desafiadoras. O maravilhoso é que independente dos problemas em casa, eles enxergam a escola como parte de suas vidas”, disse a professora para o Daily Mail.

Os outros 173 finalistas do Global Teacher Prize são professores de países como Brasil, Turquia, África do Sul, Colômbia, Filipinas, Bélgica, Estados Unidos, Austrália e Noruega. O professor Diego Mahfouz Faria Lima foi o nosso representante.

Leia também: Professor compra ônibus e vira motorista para alunos não desistirem da escola

Ele é diretor da Escola Municipal Darcy Ribeiro, em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. Adotando uma gestão participativa, Faria transformou a realidade da escola, oferecendo um novo olhar para casos de indisciplina, o processo de aprendizagem e para a relação da escola com os estudantes e a comunidade do seu entorno.

O professor foi eleito ‘Educador do Ano’ no Prêmio Educador Nota 10. Em entrevista para o site Nova Escola, ele afirmou: “Apesar de todas as dificuldades que encontramos no dia a dia do professor, temos que lembrar que nossa profissão é capaz de transformar vidas e todo seu entorno e precisamos assumir o papel de agente transformador.”

Conheça mais o nosso educador e o trabalho que ele realiza:

crédito das fotos: Reprodução/Daily Mail

PUBLICIDADE ANUNCIE


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar