Venezuelanos poderão estudar na Universidade Federal de Roraima

A Universidade Federal de Roraima (UFRR) criou um programa de vagas remanescentes para os venezuelanos que chegam à Boa Vista.


venezuelanos universidade federal roraima

Boa Vista, capital de Roraima, é o grande centro da crise migratória de venezuelanos que cruzam a fronteira em busca de melhores condições de vida no Brasil.

Diante dessa situação, a Universidade Federal de Roraima (UFRR) criou um programa de vagas remanescentes para os refugiados que queiram fazer um curso de graduação.

O ‘Programa de Acesso à Educação Superior para solicitantes de refúgio, refugiados e imigrantes em situação de vulnerabilidade’ foi aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFRR, segundo informações do portal Brasil Escola.

Uma ótima ferramenta de inclusão social através da educação para os venezuelanos que escolheram Boa Vista para recomeçar suas vidas.

Para isso, eles terão que se inscrever no vestibular da UFRR, apresentar documentação comprobatória da situação de refúgio ou imigração, e realizar uma prova de redação em Língua Portuguesa e de conhecimentos específicos do curso de seu interesse.

No caso dos venezuelanos refugiados, a universidade exige a apresentação do protocolo de refúgio ou comprovante da condição de refúgio, expedido pelo Comitê Nacional para os Refugiados (Conare).

Já os imigrantes em situação de vulnerabilidade terão que levar declaração que demonstre que eles moram no Brasil, comprovando a regularidade imigratória.

As vagas ofertadas para o ingresso de refugiados e imigrantes são remanescentes de processos seletivos de segunda graduação e transferência da universidade. Cada candidato poderá ocupar apenas uma vaga de graduação.

Feita a matrícula, eles terão que cursar a disciplina de Português Instrumental durante um semestre pelo menos.

crédito da foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Fotos Públicas


Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar