Fotógrafo registra o cotidiano encantador de Ribeirinhos no interior da Floresta Amazônica


Ribeirinhos Floresta Amazonia
1468 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Em Julho de 2017 deixei tudo aqui em São Paulo pra ir morar por 30 dias com os Ribeirinhos no interior da Floresta Amazônica.

Contando os 7 dias de viagem pra ir e voltar, passei 37 dias longe de casa. E o objetivo era claro: imergir na vida deles, que virou a nossa; no lugar que moram, que virou onde moramos; e no jeito que vivem, que virou o jeito que vivemos; e usar da fotografia pra registrar essa experiência.

Abstive do meu modo de vida pela imersão total: da dieta que era vegetariana e lá não tinha muito como ser, das tecnologias, do sinal de celular, dos amigos, da família, dos amores. Tudo pra tentar levantar consciência sobre os povos tradicionais do nosso Brasil e ajudar a todos na busca por uma coisinha essencial: nossa identidade como nação.

Em momentos de polarização extrema, discursos de ódio e falta de empatia, saber quem são, onde estão e como vivem cada um
dos que fazem parte do nosso país é imprescindível pra que possamos respeitar a todos. E essa foi minha tentativa de
contribuição.

Agora todos os que puderem conhecer um pouco do que essa expedição resultou, através das fotos, vão poder reconhecer gente
que talvez nunca soubessem que existe. Mas existem, sim, e de forma muito bonita e em maior harmonia com a natureza do que jamais pensamos nas grandes cidades. O que vi nesses 30 dias de imersão me deixou movido de um jeito tão profundo que enquanto estava por lá decidi fazer um fotolivro, que agora está no processo de ser editado, buscar apoio e gente pra contribuir na causa.

A hospitalidade e o amor incondicional que recebi, mesmo sendo um fotógrafo estranho chegando sem saber de nada, me fez
eternamente grato. E tudo que tive o privilégio de registrar vai ser compartilhado com o mundo pelos próximos meses. Tem gente que diz que pra recuperar a fé nas pessoas, um jeito bom é viajar. E digo mais, viajar sozinho. Se colocar nessa
posição vulnerável de viajante solitário vai te mostrar o verdadeiro eu dos outros. E vai te mostrar como é ser mais bem
tratado do que jamais se imaginou. Essa foi a mais pura verdade que pude viver.

Obrigado a todos os moradores do Rio Canaticu e viva a floresta!

Veja algumas fotos:

Muitas das fotos eu tenho publicado no instagram aqui.

Texto feito por Lucas Gobatti, especialmente para o Razões para Acreditar. Reprodução de fotos autorizada.


Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar