fbpx

Noiva se emociona ao ser conduzida por pai e ter a cerimônia realizada por padrasto


PUBLICIDADE ANUNCIE

Infelizmente alguns casamentos acabam não dando certo, mas o mais importante é que o respeito e o amor prevaleçam acima de tudo e que os pais, mesmo depois de não viverem mais juntos possam ter uma boa convivência, tudo pelos filhos e foi exatamente isso que aconteceu com a noiva norte-americana Vanessa Bowers, de 29 anos.

O dia do casamento de Vanessa certamente foi o dia mais feliz de sua vida, não somente por estar casando com o homem que ama, mas porque além de seu pai tê-la levado até o altar, foi seu padrasto que realizou a cerimônia, mostrando que sim, o amor acabou vencendo: Meus pais se divorciaram quando eu era jovem, mas minha mãe mais tarde se casou com alguém que meu pai acabou amando tanto quanto o resto de nós! Tive sorte, sou abençoada, o que você quiser chamar, foi muito incrível”.

Relacionado: Pai convida padrasto da filha para levá-la juntos ao altar no seu casamento

Seus pais se divorciaram quando ela era muito jovem, mas ela teve a sorte de poder ter tido dois pais durante a vida toda, pois seu padrasto sempre a tratou como filha. E o mais incrível é que os seus “dois pais”, como ela mesma define, são amigos e sempre fizeram questão de conversar nas festas onde se encontravam e discutir juntos sobre a educação de Vanessa: O meu pai é um exemplo de amar pessoas que tentam ver o melhor nos outros. Eu serei eternamente grato a eles (e minha mãe) por me cercar com uma dinâmica familiar tão saudável como uma criança”.

De fato, suas lembranças de infância são as melhores. Vanessa se lembra que seu pai sempre a levava para passear com suas amigas e seu padrasto sempre preparava os melhores lanches para que ela levasse na escola. Desde sempre ela soube que seu padrasto seria quem iria realizar a sua cerimônia de casamento, já que ele é pastor. Eu sou muito grata pela minha família e pela vida que eles me deram”.

Ela diz que a parte favorita do casamento foi quando ela estava andando no corredor e pôde caminhar com seu pai e observar o outro no final: “Quando chegou a hora de ir e comecei a andar, meu pai me parou e sussurrou: ‘Você sempre será minha filhinha’. E com lágrimas começando para nós dois, fomos sorrindo”.

Vem dar uma olhada nas fotos e se emocionar com esta família inspiradora:

PUBLICIDADE ANUNCIE

Com informações de Love What Matters

Fotos: Erika Brooke Photography

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar