fbpx

Birra de criança no aeroporto faz desconhecidas se unirem e ajudarem mãe grávida


birra beth dunnington
PUBLICIDADE ANUNCIE

Não deve ser fácil para os pais quando um de seus filhos resolvem fazer birra. A situação pode ser ainda bem pior quando estamos prestes a embarcar em um avião e seu filho começa a chorar, gritar, chutar, se jogar no chão e se recusa a entrar no avião. Foi exatamente uma história como esta que a escritora norte-americana Beth Bornstein Dunnington compartilhou em sua página no Facebook, quando aproveitou para afirmar como pessoas desconhecidas podem ser fundamentais para a criação de nossos próprios filhos.

Beth estava no portão de embarque, esperando para viajar para Portland, quando viu que havia uma mãe, que estava grávida e com um filho pequeno, que aparentava ter mais ou menos 1 ano e meio de idade, que começou a fazer a maior birra que ela já presenciou em sua vida. A jovem mãe estava sozinha e, obviamente, estava com dificuldade de fazer tudo ao mesmo tempo: embarcar, segurar toda a bagagem e conseguir acalmar seu filho.

O desespero dessa mãe foi tanto, que uma hora ela simplesmente não aguentou, sentou-se no chão, colocou as mãos na cabeça e começou a chorar. Foi então que algo extraordinário aconteceu, quando as mulheres que estavam no mesmo terminal, se juntaram para ajudar esta mãe, sendo que uma destas mulheres foi Beth, a escritora que depois escreveu este relato.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Beth disse que nenhuma das mulheres se conhecia e que não foi preciso ninguém dizer nada. Elas apenas se olharam e foram ajudar. Beth começou a cantar a famosa música infantil “Dona Aranha”, enquanto outra arrumou um brinquedo, outra descascou uma laranja e deu para o garoto comer, enquanto outra mulher tentava acalmar a mãe, lhe oferecendo uma garrafa de água.

Leia também: “Pior mãe do mundo” joga fora sorvete dos três filhos na frente deles para ensiná-los a respeitar as pessoas

O que deixou a escritora mais encantada, foi o simples fato de que todas essas mulheres não terem a menor obrigação de ajudar, mas um simples olhar fez com que elas chegassem a conclusão de que era preciso e assim como elas se juntaram na intenção de acalmar o menino, depois que a birra passou e que todo mundo entrou no avião, cada uma foi para o seu lugar, sem dizer nada a respeito do ocorrido. “Nós éramos estranhas, unidas para solucionar uma coisa. Me ocorreu que um grupo de mulheres, com uma missão, pode salvar o mundo. Nunca vou me esquecer deste momento”.

Seu relato está fazendo sucesso e já foi compartilhado diversas vezes e ele nos deixa várias reflexões, como por exemplo a de que as mulheres se cobram demais em relação à maternidade e que às vezes, uma simples ajuda pode salvar o seu dia.

Relacionado: Ator dá lição sobre como os pais devem agir com seus filhos diante de birra

A Publicação original, em inglês, está abaixo:

Com informações de Delas

Foto: Shutterstock – Beth Dunnington

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar