Desconhecido se oferece para fazer currículo de homem analfabeto desesperado por emprego


emprego
8793 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Apesar da taxa de desemprego no país ter caído cerca de 0,8 ponto percentual na comparação entre o primeiro e o segundo trimestre de 2017, o número de desempregados no país ainda é muito grande. Mas apesar da incerteza sobre o futuro da situação econômica no país, pequenas atitudes podem fazer a diferença para quem está em busca de um emprego.


Ouça a história de Welton e seu Roberto! Clique no play acima!

É o caso da história do produtor Welton Noronha, de São Paulo. Um post em sua página no Facebook nos chamou a atenção. Ele contou que entrou em uma loja de xerox e se deparou com o seu Roberto pedindo insistentemente para o atendente da loja ajudá-lo a fazer um currículo.

O senhor segurava a carteira de trabalho em uma das mãos e na outra uma muleta. Nas costas, uma mochila com algumas roupas velhas.

Welton se comoveu com a situação e foi atrás dele para perguntar o que ele precisava. Seu Roberto respondeu:

“Tô sendo honesto aqui. Não quero dinheiro algum, sabe? Eu só preciso de um currículo. O rapaz da empresa de coleta de lixo me prometeu uma vaga se eu levasse um currículo pra ele. É só o que peço. Moro na rua, minha mulher teve um AVC e está na casa da mãe. Me ajuda a fazer um currículo?“, perguntou.

Comovido, o Welton se ofereceu para ajudar e levou o seu Roberto até a sua empresa, uma produtora na zona oeste de São Paulo.

“Chegamos na empresa, ofereci um café pra ele, sentamos e começamos a montar o currículo. Ele tirou uma carteira de trabalho velha e começamos a redigir o que seria a porta de entrada para uma vida nova”, contou, exclusivamente para o Razões.

Eles fizeram 10 cópias do currículo, para que o seu Roberto pudesse entregar em outros lugares, além da empresa de coleta de lixo.

Emocionado, seu Roberto agradeceu o produtor com um beijo na testa e disse que voltaria para tomar um café com Welton.

“Ouvindo tudo aquilo, fiquei extremamente comovido e feliz, por poder ajudá-lo. Foi algo tão pequeno, mas que pra ele significou muito“, disse Welton.

Foto: Reprodução

[Nota da Redação]

Acreditamos que a tecnologia pode proporcionar momentos inesquecíveis, como a realização de assistir uma apresentação de balé ou viajar para a Espanha, tudo isso é possível através da realidade virtual. Assista a experiência que levamos a uma casa de repouso de São Paulo:

Dona Gilda relembra a época de costureira e reproduz o vestido do filme “E o Vento Levou” com a ajuda da realidade virtual. Assista!


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista