Todo dia, dona de loja de doces entrega bolo e café para moradores de rua que pedem comida

O fato do primeiro "cliente" de Nalu Saad ter sido um morador de rua pedindo um pedaço de bolo mudou muita coisa, pra melhor.


dona-loja-bolo-café-morador-rua

Nalu Saad é jornalista por formação, mora em Belo Horizonte e abriu uma loja de bolos há pouco mais de um ano, e o fato do primeiro “cliente” ter sido um morador de rua pedindo um pedaço de bolo mudou muita coisa, pra melhor.

Ela fez uma publicação em seu Facebook que viralizou, onde conta um pouco da gratidão que recebe ao ajudar pessoas em situação de rua, então a redação do site Razões para Acreditar procurou a empresária para saber mais.

Nalu jamais esquecerá o dia em que inaugurou a loja, há um ano e meio, quando seu primeiro cliente foi um morador de rua. Com tantos medos e questionamentos em relação ao futuro de seu novo negócio, naquele instante, quando ele pediu um café e a chamou de “irmã”, ela decidiu que nunca deixaria ninguém que entrasse lá ficar sem comida e é o que tem feito, diariamente.

“Sabe quando você abre um negócio cheio de expectativas? Mas tinha como prática nunca deixar alguém sem comida. Às vezes ando com biscoitos, leite e outras coisas no carro e dou para quem pede dinheiro. O morador de rua foi meu primeiro cliente e sempre me chama de irmã. Desde o primeiro dia. Aí servi este homem no momento que a loja foi aberta e avisei a funcionária, ao marido e aos filhos que sempre daríamos de comer. Aí fomos adaptando essa prática. Hoje temos o que chamamos de bolo dos irmãos. Fica guardado na linha de produção. Se acaba, fatio outro”.

Em conversa com nossa redação, a empresaria faz questão de dizer que procura ajudar quem precisa da melhor maneira que pode, sempre. Tem os fixos, que passam diariamente e tem os esporádicos passam apenas uma vez por semana ou menos.

Sem preconceitos, sem falsas definições e com o coração e loja aberta para receber todo tipo de gente, Nalu Saad mostra como o mundo é cheio de pessoas boas e dispostas a ajudarem umas às outras.

Fotos: Arquivo pessoal Nalu Saad



Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar