fbpx

Família de italiano morto no Rio arrecada dinheiro para crianças de favela onde aconteceu o crime

A comunidade será ouvida sobre a melhor forma de usar os recursos arrecadados.


PUBLICIDADE ANUNCIE

Em vez de guardar rancor cariocas, a família do imobiliário italiano Roberto Brdella, de 52 anos, morto por traficantes do Morro dos Prazeres, na região central do Rio, iniciou uma campanha de arrecadação de recursos para um projeto educacional na comunidade.

O italiano foi enterrado no domingo (18), em Jesolo, cidade de 23 mil habitantes, em Vêneto, região próxima à Veneza. O primo de Bardella, Rino Polato, publicou nas redes sociais um pedido para que as pessoas que fossem ao enterro não levassem flores, mas doações para apoiar o projeto “A Viagem de Roberto”.

Polato criou um cartaz para anunciar o projeto, onde lembra o interesse de Bardella por outras culturas diferentes e estilos de vida. O dinheiro arrecadaodo será doado à Ordem das Irmãs Paulinas, que tem uma sede próxima ao Morro dos Prazeres.

Segundo Polato, a comunidade será ouvida sobre a melhor forma de usar os recursos arrecadados.

PUBLICIDADE ANUNCIE
Rino Polato postou foto tirada na véspera do assassinato, na Praia de Copacabana, ao lado de Roberto Bardella (de óculos escuros)
Rino Polato postou foto tirada na véspera do assassinato, na Praia de Copacabana, ao lado de Roberto Bardella (de óculos escuros)

Recentemente publicamos uma história sobre gratidão, que uma família fez para agradecer a uma revendedora de cosméticos tudo que ela fez por eles, vejam:

Com informações do Estadão / Foto: Divulgação

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar