Adolescente leva irmã com doença terminal para o baile de formatura para realizar um de seus últimos desejos


câncer terminal
2653 shares Compartilhar Tweet

banner reservaAos seis anos, a pequena norte-americana Rebekah Spader foi diagnosticada com Síndrome Mielodisplásica, um câncer de medula óssea. Ela lutou durante os quatro anos seguintes contra a doença terminal, mas infelizmente, seu último transplante de medula óssea foi mal sucedido.

Após essa má notícia, Rebekah e sua família tomaram uma difícil decisão: interromper seus tratamentos, pois ela teria apenas 5% de chances de sobreviver a um próximo transplante. Apesar da garota estar em paz com essa decisão, ela sabia que isso significaria perder muitos momentos marcantes na vida e queria aproveitar totalmente o tempo que lhe restava.

Seu irmão mais velho achou injusto que uma menina tão doce e especial não pudesse ser capaz de desfrutar de possíveis memórias futuras de seus momentos mais importantes da vida. Ele então teve uma linda ideia.

Rebekah e sua família

Calouro em seu colégio, O’Gorman High School, na Dakota do Sul, nos Estados Unidos, AJ estava se preparando para o seu primeiro baile do colegial, mas em vez de levar uma colega como sua acompanhante, ele percebeu que essa era a sua chance de poder fazer com que sua irmã mais nova também vivesse esse momento, pois provavelmente ela não chegaria a cursar o ensino médio.

Vestindo um lindo vestido azul marinho e uma coroa, Rebekah, na época com 10 anos de idade, finalmente foi capaz de assistir seu primeiro baile, com direito a um jantar com seu irmão e seus amigos depois da festa. Inclusive, o baile caiu no Dia dos Namorados nos Estados Unidos, o que tornou o momento ainda mais especial.

Hand in hand: The high school freshman even presented his baby sister with a shimmery corsage 

Os médicos não tinham certeza se Rebekah tinha mais algumas semanas ou anos de vida, então era importante que ela aproveitasse o máximo que pudesse. Ao olhar as fotos, temos certeza que ela aproveitou intensamente esse momento, sim!

On Valentine's Day, Rebekah's family dressed her in a frock, did her makeup and fixed her hair in preparation for the dance

Brother's love: AJ Spader, a 15-year-old high school freshman from South Dakota, on Valentine's Day invited his cancer-stricken sister, Rebekah, to his formal

Nessa família, fazer o bem não é uma novidade. Em julho de 2015, Rebekah realizou um concerto na O’Gorman Catholic High School para arrecadar dinheiro para a “Make A Wish Foundation”, uma organização que lhe deu um presente quando ela tinha 3 anos. Seu objetivo era ajudar outras crianças com a mesma doença a experimentar alegria.

Leia também:

Pai faz aulas de balé para estar mais presente na vida da filha

Menina que venceu o câncer arrecada mais de 5 mil litros de leite para crianças em tratamento

Criança se diverte enquanto bombeiros tentam tirá-la de dentro do carro

Foto:  Katie Nelson / Argus Leader

Cerca de seis meses após o baile, em 4 de agosto de 2016, Rebekah faleceu. Foi um momento único e uma memória maravilhosa que seu irmão foi capaz de lhe proporcionar.

Em seu funeral, os familiares pediram que as pessoas fizessem doações para o Rebekah’s Memorial Fund, um projeto criado para angariar fundos para diferentes organizações beneficentes que ajudaram e foram especiais para a garota.

Rebekah underwent bone marrow transplant last year, but the operation proved unsuccessful

Veja mais no vídeo abaixo:

Você também pode ajudar outras pessoas através desse link

Direto da redação do Razões:

Você acha que tricô é coisa apenas de vovó?
Assista esse emocionante video em homenagem às mães e, quem sabe, você muda de opinião:

barra reserva

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista