fbpx

Festival MADA anuncia parceria com startups do bem

O público poderá fazer doações, sem gastar dinheiro, para ONGS espalhadas pelo Brasil e pelo mundo.


festival mada parcerias startups impacto social
PUBLICIDADE ANUNCIE

O festival MADA – Música Alimento Da Alma vai completar 20 anos na edição deste ano. Dezenas de músicos e bandas de sonoridade inconfundível – fora do circuito comercial – tocaram nos palcos do festival, realizado em Natal, Rio Grande do Norte, ao longo de sua história.

Depois de anunciar algumas das atrações, como Cordel do Fogo Encantado, Nação Zumbi, Baiana System e Francisco, El Hombre, nos dias 12 e 13 de outubro, no estádio Arena das Dunas, o festival anunciou duas parcerias com startups brasileiras, Ribon e Gooders, que apoiam ONGs através de moedas digitais.

O MADA acredita que música boa e ações de impacto social podem caminhar juntas. Através dos aplicativos da Ribon e Gooders, o público poderá fazer doações, sem gastar dinheiro, para ONGS que atuam no Brasil e em outros países.

Ribon

Todos os dias, o aplicativo envia aos celulares cadastrados uma história inspiradora patrocinada por empresas parceiras. Cada notificação recebida gera 100 “ribons”. A moeda virtual pode ser acumulada e, então, doada para causas sociais.

Com um dia no aplicativo, é possível doar dois dias de água potável, sete dias de comidas nutritivas, prover três dias de medicamentos e um dia de saúde básica para pessoas de todo o mundo.

festival mada parcerias startups impacto social
Divulgação

Para seu idealizador, Rafael Rodeiro, o Ribon quebra as barreiras da doação, já que as pessoas não precisam desembolsar dinheiro para gerar impacto social. “Sabemos do impacto que podemos causar. Queremos que o Ribon seja um agente ativo na erradicação da extrema pobreza do mundo”, explica Rafael.

Gooders

A plataforma funciona como um programa de recompensas, pontuando seus integrantes a cada ação e permitindo que esses pontos sejam trocados por benefícios das empresas apoiadoras. A Gooders ainda conta com uma plataforma de Ensino voltada para o desenvolvimento de empresas e pessoas preocupadas com o impacto social.

PUBLICIDADE ANUNCIE
festival mada parcerias startups impacto social
Divulgação

O engajamento e a educação social são nossos pilares de atuação”, afirma Murilo Moreno, sócio da plataforma. Durante o MADA, a startup oferecerá sua moeda social para todos os presentes no evento que comprarem o ingresso social e fizerem a ação do bem: a doação de um quilo de alimento não perecível na entrada do festival.

Sobre o MADA

A estreia do MADA aconteceu em 1998, época de grande efervescência do movimento indie no Brasil, quando a cena alternativa se abastecia de artistas e bandas criativas, inventivas, ousadas. Ambiente propício para um festival que proporcionava visibilidade à nova contracultura brasileira. Idealizado pelo engenheiro civil e produtor musical Jomardo Jomas Azevedo, o festival alavancou o histórico bairro da Ribeira e integrou o primeiro calendário brasileiro de festivais, ao lado de Abril pro Rock , Porão do Rock, Goiânia Noise e outros tantos eventos pioneiros.

A produção, sempre caprichada, privilegia a música contemporânea e de vanguarda, inserindo o pop consistente e criativo em seus diversos sotaques, identidades e estilos. Esse equilíbrio fez do MADA o evento musical indie pop de maior público do Rio Grande do Norte e um dos maiores do Brasil. Os palcos lados a lado, idênticos, são exemplo de respeito aos artistas e se equipara as normas de políticas públicas para a cultura — que é oferecer as melhores condições para o artista, independente do seu alcance midiático.

Além disso, o MADA não só é exemplo de difusão e fomento para músicos e bandas, como também tem um papel importante na formação de plateia crítica e qualificada. Hoje, o festival equilibra shows de grande porte e artistas em ascensão, elegendo atrações inéditas e de trabalho inovador. As atrações pop, por exemplo, sempre trazem um perfil conceitual, não puramente comercial.

Para um estado pequeno no Nordeste brasileiro, o MADA tornou-se referência por ser um festival subsidiado capaz de ancorar essas produções que jamais chegariam aqui em um circuito mais comercial.

O festival também atua na área do audiovisual com o Festival CURTA NATAL de Cinema e Vídeo e tem o perfil formador com o Mada Faz Escola. Além disso, também inspirou o surgimento de outras ações musicais no Estado e incremento da cena local.

Diferentes lugares já sediaram o festival, como o bairro histórico Ribeira (1998 a 2003), a Arena do Imirá na beira mar da Via Costeira (2004 a 2011), o bairro das Rocas (2012 e 2013) e o Estádio de futebol Arena das Dunas (2014 a 2017).

Para mais informações sobre o MADA 2018, clique aqui.

crédito da foto de capa: ONG Good Living Goods

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar