fbpx

Maratonista dá seu troféu para garota de 11 anos que participou de competição por puro amor


PUBLICIDADE ANUNCIE

banner reserva

É tão lindo quando as pessoas correm atrás de seus sonhos. Nada substitui o brilho no olhar de quem faz o que ama, não é mesmo? Pois essa história que eu vou contar, fala exatamente sobre isso.

Grazielle Pedroso é maratonista e há dois dias fez um relato em seu Instagram, de uma história emocionante que ela viveu há alguns dias quando correu em uma competição. Quando a maratonista estava já posicionada esperando pela largada, percebeu que havia uma garota ao lado dela. Foi quando o locutor fez uma pequena entrevista com a menina, que contou que tinha apenas 11 anos. Logo depois de ouvir a idade da garota, o locutor a informou que ela não poderia correr, já que não havia essa categoria na prova. Mas a paixão da menina falou mais alto e ela disse que não estava lá pela competição e nem para ganhar, mas que amava correr.

Grazielle, a maratonista, conta que no dia da prova o sol estava de matar e que 2,5 km eram de subida, mas que nem por isso a garota foi a última colocada, como muitos estavam esperando. A maratonista ganhou a prova e na hora que recebeu seu troféu resolveu entregar à menina, que não se conteve e começou a chorar de alegria!

Que essa história sirva de exemplo para todo mundo que tem um sonho. Não importa o que os outros pensam do seu sonho, ele é seu!

Aqui está a postagem original da maratonista:

PUBLICIDADE ANUNCIE

Faça o bem sem olhar a quem! _ Uma pequenina se posiciona ao meu lado na largada e ao lado, outros adultos. Ela completa um duro 5km debaixo de um Sol de matar em uma prova que, 2.5 era só subindo. Não foi a última colocada e chegou sorrindo! _ Minutos antes da largada o locutor lhe fez uma breve entrevista. Ela conta sobre sua rotina , revela sua idade, 11anos e infelizmente é informada que não havia categoria pra ela! Ela alegremente disse que não se importava, que corre porque gosta é não por competição. Eu SÓ Quero participar ! _ Eu comecei a correr aos 10 anos de idade. Por um período participei de um pequeno campeonato de corridas de rua na minha cidade e aos poucos pela região. _ Eu Participava das competições mas, elas não tinham categoria pra mim. Por muitas vezes fui esquecida pelos organizadores pois, pra eles eu era apenas uma criancinha. _ Hoje vi está história se repetindo. Me vi ali! ? Assim que recebi meu troféu, perguntei ao organizador se eu poderia homenagia- lá com meu troféu. Ela foi chamada ao pódio e veio as lágrimas quando percebeu que ganharia um troféu. _ Fiquei muito feliz por poder proporcionar a ela está alegria. Eu sofria muito! Eu era a única que voltava pra casa sem nada. Sem nada mesmo! Nem medalha! Hoje ela não voltará! _ Que ela seja o futuro! Que eu possa aplaudi – lá daqui alguns anos.?

Uma publicação compartilhada por Grazielle Pedroso ? ⌚ (@graziipedroso) em

Foto: Grazielle Pedroso

barra reserva

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar