Pai despedido por assistir nascimento do filho recebe ajuda financeira e ofertas de emprego

Ele recebeu mais de R$ 20 mil em doações para cuidar de sua família e três ofertas de emprego.


O norte-americano Lamar Austin foi forçado a escolher entre ver o nascimento do seu filho, Cainan, ou trabalhar. Ele, é claro, escolheu acompanhar o nascimento do pequeno.

Lamar trabalhava em uma empresa de segurança e ainda estava em período de experiência. Ele soube que a esposa estava entrando em trabalho de parto no meio do serviço.

Ele até enviou uma mensagem de texto para o seu chefe explicando a situação, pedindo para ser liberado, mas teve um não como resposta: “Se você não estiver no trabalho até amanhã, vamos demiti-lo”.

Mas, a ameaça de demissão não foi suficiente para fazê-lo desistir da ideia de ir ao hospital ver o nascimento do filho, no dia 1º janeiro de 2017, em New Hampshire.

lamar-and-lindsay-austin-gofundme

A história de Lamar foi parar nos jornais locais e chamou a atenção de Sara Persechino, uma advogada defensora da licença familiar remunerada. Ela criou uma campanha no site GoFundMe para conseguir uma ajuda financeira para a família até que Lamar arrumasse um novo emprego.

“Ninguém deveria escolher entre sua família e seu trabalho”, disse Sara. “Receber um novo bebê deve ser um momento de alegria”.

Desde que a campanha foi criada, cinco dias atrás, cerca de 250 pessoas doaram US $ 6.482,00 (aproximadamente R$ 20.783,00). E o mais legal, Lamar recebeu três ofertas de emprego!

17190584_1483743926-876

Veja também: Funcionária se atrasa, pede demissão, mas patrão surpreende com atitude louvável

Com informações do GoodNews Network / Fotos: Divulgação


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista