fbpx

Pais fazem mini-videolocadora para alegrar filho autista

Depois que o jovem ficou devastado com o fechamento de uma videolocadora.


pais fazem mini-videolocadora filho autista
PUBLICIDADE ANUNCIE

Em tempos de Netflix e outras plataformas de vídeo sob demanda, o fechamento de uma videolocadora não causa surpresa para a maioria das pessoas, mas causou em especial para um pai que tem um filho autista.

Este não é o caso de um jovem autista de 20 anos, morador do Estado do Texas, nos EUA. O jovem, que não teve a identidade revelada, ficou muito triste com o fechamento da videolocadora onde sua família costumava alugar filmes. As informações são do Daily Mail.

Após verem o quão triste o filho ficou, os pais do jovem decidiram construir uma mini-videolocadora na casa da família. Assim, a rotina do jovem voltaria a ser como antes, recheada de momentos de felicidade e nada de tristeza.

pais fazem mini-videolocadora filho autista

O irmão mais velho do jovem, Javier Zuniga, postou no Twitter fotos da inauguração do espaço e da reação do irmão. Rapidamente, várias pessoas começaram a expressar sua gratidão pelo gesto da família Zuniga. O post recebeu mais de 130 mil curtidas e mais de 35 mil compartilhamentos.

pais fazem mini-videolocadora filho autista

PUBLICIDADE ANUNCIE

Leia também:

Escolas em todo mundo estão cancelando o evento do Dia das Mães após incidentes traumáticos

Chris Pratt usa língua de sinais para pedir desculpas por gafe com pessoas surdas

Criança se diverte enquanto bombeiros tentam tirá-la de dentro do carro

Ao mesmo tempo, alguns usuários questionaram a real necessidade da família construir uma mini-videolocadora em casa, quando ela poderia apresentar ao jovem as maravilhas da internet.

Mas, a coisa não é tão simples assim, como explicam os especialistas da National Autistic Society: “Obsessões, comportamento repetitivo e rotinas podem ser uma fonte de prazer para as pessoas autistas e uma maneira de lidar com a vida cotidiana”.

pais fazem mini-videolocadora filho autista

Portanto, o gesto da família Zuniga nos ensina que a rotina é uma ótima companheira para pessoas com autismo, e que esse direito deve ser assegurado e respeitado.

Direto da redação do Razões:

Você acha que tricô é coisa apenas de vovó?
Assista esse emocionante video em homenagem às mães e, quem sabe, você muda de opinião:

Foto: Reprodução Twitter

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar