17 histórias maravilhosas por trás dos nomes que vão deixar seu dia melhor


1351 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Ah esse meu povo brasileiro, quanta criatividade! Cada nome tem uma história única e um significado peculiar para cada um de nós. Entre tantos motivos para a escolha de um, algum podem ser bem interessantes.


Ouça as histórias, dê risadas e se emocione! Clique no play acima!

Perguntamos para os nossos leitores a história por trás dos seus nomes.

Dá uma olhada!

#1- Transformação

“Sou adotada e meus pais do coração me conheceram quando eu tinha 9 meses e quando ainda me chamava Suelen. O juiz que estava cuidando do meu caso fez um único pedido pra eles, que meu nome fosse trocado, mas que o prefixo fosse mantido, pois ele estava cuidando de outros casos de Suelen e era um pior que o outro. Então um ano antes dos meus pais do coração me conhecerem, eles tinham ido pra Disney e ficaram hospedados num hotel chamado “Swan” que significa cisne em inglês. Como sabemos, o cisne passa por um processo de transformação de patinho feio até se tornar um cisne bonitão e foi isso que aconteceu em minha vida, a passagem da vida velha, pra nova vida” – Swany Falcão

#2- Cora Coralina 

“Minha mãe queria Kelly e meu pai Cora Coralina em homenagem à escritora goiana (quem não sabe quem é, pode pesquisar que vale a pena). No dia de me registrar, não tinham decidido qual colocar, então meu pai deixou os três.! – Kelly Cora Coralina! 

#3- Fruto da cachaça

“Meu pai colocou Aline por causa da música “e eu chameeeei chameeeiii, Aline, estou aqui ” uma música muito brega, mas como ele bebia e vivia no bar, gostava de ouvir e gostou do nome! Meu nome é fruto da cachaça! Kkkk”- Aline Souza

Esta senhora ganhou um vestido e só consegue ver escrito nele uma única palavra

#4- Medo de bullying

“Minha mãe escolheu meu nome INGRID pq ela queria um nome que não tivesse rima… pra que na escola não me chamassem de “Mariana, cara de banana” ou, sei lá, “Raquel, cara de pastel” 😂
E tb pq ela achava bonito, claro!”- Guiga Müller

#5-Mulher forte!

“Meu nome foi escolhido por causa do livro O Tempo e o Vento, romance de Érico Veríssimo, que retrata a historia do Brasil do ponto de vista do Rio Grande do Sul, na guerra dos Farrapos. E a personagem Bibiana Terra foi uma das mulheres mais fortes do livro em todo o contexto machista que se enquadrava.
Meus pais quiseram um nome forte que passasse segurança, então decidiram que seria Bibiana. Amo meu nome, por ser típico do estado que é dono do meu coração e pela força que ele carrega”- Bibiana Huber

#6 -Desculpas, mudei de ideia

“Minha mãe dizia que se tivesse uma menina, seria Mariana.
Teve dois meninos antes de mim. E na minha gestação, estava tudo certo. Se fosse menina, seria Mariana.
Mas, no dia do aniversário do meu avô, maior festa rolando, todo mundo festejando e a bolsa da minha mãe estourou! Lá foi a turma pra maternidade.
Quando meu avô me viu, pediu desculpas, mas disse que eu não seria Mariana não, eu ia ser Sarah, pq ele queria esse nome caso tivesse tido outra filha. E como era o dia do aniversário dele, ele pediu de presente da minha mãe pra me batizar.
E assim, deixei de ser Mariana e virei Sarah, e ainda tive a alegria de nascer no mesmo dia que meu avô! ❤- Sarah Ribeiro

#7- Imagine as piadinhas a vida toda

“Minha mãe ao saber que teria gêmeos, pensou em colocar Márcia e Marciano, porém meu avô paterno pediu que ela colocasse o nome do menino de Adão ( em sua homenagem ). Ela o prestigiou e colocou o meu de Eva ! –Eva Lima

#8- Pedido divino

“Meu pai escolheu Ariadne (por causa da mitologia – Ariadne e Teseu) e minha mãe Janaína. Mas a minha avó materna estava só esperando q eu nascesse pra voltar ao plano espiritual, ela sofria de câncer no esôfago e já não falava mais. Qdo minhas tias deram a notícia q eu nasci bem e era menina, ela escreveu no caderninho de falas dela q já poderia morrer em paz e que gostaria que eu chamasse Lorena. E morreu oito dias depois. Ela chamava Guilhermina, por isso meu nome é Lorena Guilhermina”- Lorena Guilhermina

#9- Santa Bárbara
Eu nasci prematura, com quase 6 meses de gestação, por isso muito frágil e cheia de complicações. Então, minha mãe, devotada de Santa Bárbara, resolveu fazer uma promessa que se caso eu sobrevivesse daria o nome da santa a seu bebê. Aqui estou. 😊- Barbara Ribeiro

Mulher com um braço está fazendo sucesso no Tinder com seu perfil hilário

#10- Eternamente
Meus pais escolheram Luciana porque a minha irmã mais velha (8 anos a mais) se chama Juliana e ela era gêmea da Luciana. Só que infelizmente a Luciana faleceu dias após o nascimento. Quando minha mãe descobriu que estava grávida de mim (mesmo usando DIU), minha irmã logo pediu pra colocar o mesmo nome da irmãzinha que morreu. Meus pais se sensibilizaram e assim fizeram. Resultado: tenho uma irmã falecida com o mesmo nome. E mais: é como se eu tivesse 2 certidões de nascimento e uma de óbito porque a filiação é a mesma, o nome também, avós, tudo. Louco, eu sei. 😅- Luciana Aguiar Borges

#11- Caiu um cisco aqui
Minha avó sempre quis ter quatro filhos, ela teve 3 e não conseguia mais engravidar… Depois de um tempo tentando, ela conseguiu engravidar e teve uma menina chamada Pâmella, mas ela morreu ainda bebê de problema respiratório. Logo depois, minha mãe que tinha 15 anos na época engravidou e me deu o nome de Pâmella. Fui criada pela minha avó, ela sempre dizia que eu era a quarta filha que ela sempre sonhou em ter…
Ela faleceu ano passado depois de 10 anos lutando contra o câncer… Mas eu sempre vou ser a sua quarta filha, e vou amar minha vózinha pra sempre”-Pâmella Nantes

#12- Cuidado com ela!

Quando minha mãe estava grávida tinha um filme no qual havia uma mulher que era muito bonita, mas… ela se transformava em um monstro que devorava homens. 🤦🏻‍♀️🙄😅- Dayane Marques

#14- Graças ao médico

Eu me chamaria Renata. Minha mãe passou por três gestações difíceis, em uma delas houve inclusive negligência médica. Os três filhos foram prematuros. Meu irmão mais velho de 7 meses. Meu segundo de menos de 6, mas com poucas horas de vida faleceu. Foi na minha gestação que minha mãe descobriu (com um médico maravilhoso) que tinha descolamento de placenta. Alguns parentes dizem que eram gravidez de risco, mas minha mãe nunca revela isso. Eu nasci de 6 meses e 29 dias. O médico se chamava Paulo. Por isso hoje, sou Paula Renata. Que coincidentemente significa a pequena que renasce”.- Paula Renata D’Elia

#15- De boba, não tem nada

“Minha mãe contava que meu nome era pra ser Caroline. Ai eu nasci e meu pai chegou no hospital falando: cadê a Valéria?
Minha minha mãe disse que ele mudou o nome de última hora e ela sem questionar aceitou, depois ela foi perguntar o pq é ele disse que é pq era o nome da primeira namorada dele da escola, que era linda. E meu irmão tem o mesmo nome do meu pai, eu passei muitos anos pensando “meu Deus mãe, como você foi boba de dar o nome dele pro seu filho sendo que pra sua filha ele deu o da namorada” e no ano em que ela faleceu eu comentei isso com ela e ela me contou que o meu irmão tem sim o mesmo nome que meu pai, mas não por causa de meu pai. E sim por causa do irmão do grande amor da vida dela (que morreu num acidente quando eles eram apaixonadinhos), que a adorava muito e coincidentemente tem o mesmo nome de meu pai. No fim das contas ela foi é muito esperta pois meu pai deve achar até hoje que meu irmão é Junior por causa dele!” Valéria Pimentel Barbosa

# 16- Amizade especial
“A melhor amiga de infância da minha mãe (Elzinha) morreu atropelada quando elas eram pequenas. Quando minha mãe estava grávida de mim, sonhou com a Elzinha pela primeira vez e ela me apresentou pra minha mãe e disse que eu me chamava Laura, que eu havia escolhido já. E assim foi”- Laura Lopes

#17 – Melhor homenagem

“Meu pai escolheu meu nome por conta de uma cantora cega, que era sucesso nos anos 90 pelo visto, mas nunca ouvi falar. Ele estava em um trem indo pra Minas, ouviu a música e decidiu meu nome.” – Kátia Baptista.

Obrigado a todos que enviaram, continuem mandando nos comentários <3

[Nota da Redação]

Acreditamos que a tecnologia pode proporcionar momentos inesquecíveis, como a realização de assistir uma apresentação de balé ou viajar para a Espanha, tudo isso é possível através da realidade virtual. Assista a experiência que levamos a uma casa de repouso de São Paulo:

Foto: Reprodução Facebook


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista