Cabify abre vagas para imigrantes e refugiados tornarem-se motoristas no México

A meta é cadastrar 200 mil novos motoristas.


Cabify

Iniciativas como a do aplicativo de corridas Cabify dão um pouco de esperança para os cidadãos desses países.

O clima de hostilidade contra imigrantes e refugiados de países muçulmanos nos Estados Unidos cresce absurdamente desde que Donald Trump assumiu a presidência do país.

Em janeiro, Trump suspendeu a entrada de refugiados e imigrantes de sete países de maioria muçulmana, além de ordenar a construção de um muro na fronteira com o México para frear a entrada de imigrantes sem documentação.

A empresa, que começou suas operações no Brasil em 2016, anunciou que vai abrir oportunidades para imigrantes e refugiados tornarem-se motoristas no México.

A Cabify pretende investir cerca de 1 bilhão de pesos no México só em 2017. “Em tempos difíceis, é muito importante que estejamos engajados com a melhoria do país, por isso, queremos permitir que mais de 200 mil motoristas se cadastrem na plataforma e tornem-se nossos parceiros”, afirma Ricardo Weder, diretor geral da Cabify na América Latina.

Criada em 2011, a empresa começou suas operações na Espanha. Hoje, a Cabify opera em 12 países e mais de 40 cidades na Espanha, México, e nas principais capitais da América Latina. No Brasil, a empresa está presente em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Para mais informações, clique aqui.

Leia também:

Menino de 10 anos cria dispositivo que impede a morte de bebês esquecidos dentro do carro

Senhor de 69 anos que vive de aluguel já construiu 24 casas para pessoas carentes

Mãe induz parto para que o marido com câncer terminal conheça a filha antes de morrer

Foto: Reprodução/Cabify

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar