Jornalista larga profissão para produzir comida saudável na roça


2123 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Felipe Cifarelli, 25 anos, teve uma atitude muito corajosa: largou sua carreira como jornalista para se dedicar a sua paixão: agricultura urbana.

“Tive excelentes professores e colegas de trabalho, mas nada e nem ninguém despertou o amor que vim a descobrir pelo plantio de alimentos e por hortas.”, conta em seu blog.

Aos 23 anos, Felipe passou a  a desenvolver hortas em albergues, escolas estaduais, quintais e chácaras em Atibaia (SP) e descobriu sua vocação: ser agricultor.

Ao conhecer as hortas convencionais de onde nossa comida vem, Felipe se assustou com a quantidade de veneno que usam.

“No começo do ano de 2016, vim pronto para São Paulo pra iniciar minha carreira de agricultor urbano. Trabalhei em um escritório de assessoria de imprensa só o tempo suficiente pra estruturar e oferecer o serviço de consultoria e jardinagem de hortas urbanas para restaurantes e chefs de cozinha – público que entende bem a necessidade de ingredientes frescos e sem agrotóxicos, sendo meus maiores apoiadores até então.”

Por isso criou o Flor de Quiabo Jardinagem Comestível, um projeto onde o objetivo é substituir a jardinagem improdutiva por hortas urbanas, além de ensinar técnicas de plantio a todos que se interessem.

Trabalho de hoje com a enxada do vô. Êta bicha boa de capinar! Valeu Dile, tbm te adoro! ??

A post shared by Horta Urbana – Jardinagem (@flordequiaboconsultoria) on

Último dia da II Feira Nacional da Reforma Agrária ? Alimentos sem agrotóxicos pra toda família ? aproveitei pra fazer a compra da semama!

A post shared by Horta Urbana – Jardinagem (@flordequiaboconsultoria) on

O projeto  Flor de Quiabo

O projeto Flor de Quiabo nasceu da necessidade dos paulistanos em ter acesso a comida saudável e de qualidade, colhida dentro da própria casa ou condomínio, em pequenos ou grandes espaços urbanos.

Depois da primeira visita técnica, é feito o projeto discriminando a quantidade necessária de terra vegetal, mudas e adubo a serem usados na horta. Com a aprovação do orçamento, a encomenda dos insumos é feita e a data pro início do trabalho é marcada. O cliente tem total liberdade pra acompanhar o serviço e tirar todas suas dúvidas sobre hortas urbanas.

Pra dar continuidade no trabalho e garantir colheita, serão marcadas visitas de manutenção, que inclui além da consultoria, mão-de-obra. A quantidade de visitas depende do tamanho da produção.

Saiba mais no blog de Felipe e na página do projeto no Facebook

jornalista-roça

Uma planta saudável e bem adubada não permite que focos de pragas se alastrem rapidamente pela horta, então é importante tomar alguns cuidados básicos pra prevenir infestações e intervir só quando houver necessidade, com controle manual. Veja no blog: https://goo.gl/CFJkgX

Posted by Flor de Quiabo Jardinagem Comestível on Monday, May 8, 2017

Fotos: Blog e Instagram



Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista