Projeto Bebênfeitor pretende gerar renda extra para as mães com bodies


mães
126 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Uma loja virtual de bodies para bebês que represente (e financie) mães empreendedoras sociais. Essa é a ideia do Projeto Bebênfeitor, que foi criado pela co-fundadora da plataforma Benfeitoria, Tati Leite, durante as noites de amamentação do seu segundo filho, quando pensava em uma solução para sua própria situação financeira. A ideia é que as mães participantes montem uma coleção com estampas relacionadas a seu projeto/causa e trabalhem apenas na divulgação para a venda dos bodies. Enquanto a plataforma Touts, que já trabalha com venda online e produção sob demanda de diversos itens, vai se responsabilizar pelo resto: compra do produto, gestão de estoque, impressão, entrega e pós-venda.

A estimativa do projeto é que cada venda gere um lucro de R$40 por unidade para as mães. No planejamento ideal, investindo 4 horas por semana na produção e divulgação das suas coleções, elas podem vender até 100 bodies por mês, gerando uma renda aproximada de R$ 4mil.

– Não vamos trabalhar para vender bodies. Vamos vender bodies para trabalhar no que amamos – e cuidar de quem amamos – explica Tati Leite, que criou um vídeo contando a história do projeto. Ficou tão legal que o vídeo se espalhou pelas redes e já tem mais de 9 mil visualizações, de forma orgânica.

Há 7 anos atrás, quando planejava pedir demissão para empreender, fiz uma lista de coisas diferentes que queria vivenciar. Entre elas, estava fazer uma… dublagem hahah! Sei lá pq… Só sei que hj realizei esse desejo no All Dubbing Estúdio de Dublagem e foi meeega divertido! o/Com vcs, a história do meu novo projeto Bebenfeitoria (sim, vou passar um mês monotemática), ilustrada pela Marina Nicolaiewsky e… dublado por mim! hihihih Para entender melhor e contribuir para o projeto se tornar realidade, acesse https://benfeitoria.com/bebenfeitoria. As recompensas estão lindas! ?*****ps. esse vídeo é, na verdade, um ppt animado com as ilustrações que a Marina fez num livrinho liiiindo sobre o projeto. Ela faz um mais lindo que outro, oh: cadernicos cocriativos <3

Posted by Tati Leite on Tuesday, July 11, 2017

Para testar a receptividade da ideia, atrair mães interessadas em fazer parte e pré vender o primeiro lote de bodies, Tati montou uma campanha de financiamento coletivo na própria Benfeitoria, que está disponível no link www.benfeitoria.com/bebenfeitoria até o dia 10/agosto.

– Só vamos conseguir tirar o projeto do papel se pelo menos 100 bodies forem adquiridos por lá. Se eu não conseguir vender isso em um mês de crowdfunding, provavelmente não conseguirei depois – e aí vou entender que a conta imaginada para o projeto não fecha. Mas se conseguir, isso pode virar um negócio social muito potente para várias mulheres – diz Tati, que se inspirou no livro de Tim Ferris  (Trabalhe 4 horas por semana) para idealizar a proposta.

– Nossa missão aqui é testar um modelo que possa ajudar mulheres na dupla missão de contribuir para a criação de um mundo melhor para nossos filhos – e filhos melhores para nosso mundo. Isso faz sentido para você? Então embarque nessa aventura com a gente”.

Sobre os bodies

A coleção piloto representa os dois projetos principais da Tati empreendedora: a Benfeitoria e o Reboot. Há estampas “bebênfeitor” e “bebênfeitora” e outras com frases que refletem uma forma mais humana e menos opressora de criarmos nossos filhos, desde o berço. Em breve, novas estampas serão lançadas.

Segundo Tati, o processo de seleção de empreendedoras para a segunda fase do projeto, que só acontece se a campanha de financiamento coletivo der certo, não está 100% definido. Mas a ideia até agora é criar um canal especial na Benfeitoria para interessadas poderem fazer uma campanha de crowdfunding das suas coleções – e as que conseguirem pré vender pelo menos 50 bodies em um mês, passam a ter direito de vender seus bodies na plataforma feita pela Touts por tempo indeterminado, ficando com o lucro da operação. Além de configurar atacado, essa quantidade mínima indica que a mãe provavelmente tem perfil para se beneficiar do modelo criado. Afinal, para isso não basta criar bodies lindos e ter um projeto incrível, a mãe precisa ainda fazer a venda online.

– Mas essas regras ainda podem mudar. Empreender me ensinou que “(ben)feito é melhor que perfeito”, então vamos aprendendo e ajustando os processos no caminho. Estamos sempre em movimento – finaliza Tati.

Link para colaboração e mais informações: www.benfeitoria.com/bebenfeitoria

Prazo para colaboração: Até 10 de agosto.

 


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista