fbpx

Conheça a Recomércio, empresa que revende celulares em desuso


Conheça a Recomércio, empresa que revende celulares em desuso
PUBLICIDADE ANUNCIE

Recentemente, um novo empreendimento ligado às causas da sustentabilidade viralizou nas redes sociais. Trata-se da Recomércio, uma iniciativa que oferece soluções de recuperação, recompra, reutilização e reciclagem de celulares, smartphones e tablets usados.

Sob a égide de reciclar e reusar para proteger e preservar o meio ambiente, a Recomércio entra no segmento de venda de equipamentos eletrônicos seminovos, especialmente o mercado de celulares.

O francês Amaury Bertaud, criador da iniciativa, é um comerciante com longa experiência no mercado europeu de telecomunicações. Ele diz ter se identificado com a oportunidade de empreender no Brasil com o reuso e reciclagem de materiais tecnológicos, a começar pelos celulares.

Conheça a Recomércio, empresa que revende celulares em desuso
Foto: Reprodução

Com mais de 270 milhões de conexões, o Brasil é o quinto maior mercado de dispositivos móveis do mundo e o maior da América Latina. Se pararmos para pensar, na prática existem mais celulares do que habitantes em nosso país.

Leia tambémAplicativo brasileiro que é o “Tinder da reciclagem” ganha prêmio de inovação em Paris

No entanto, o Brasil também é o campeão em produção de lixo eletrônico entre os países emergentes: anualmente são jogadas fora 7.500 toneladas de celulares usados e apenas 2% dos brasileiros encaminham os seus celulares para a reciclagem, enquanto 32% deixam os aparelhos usados abandonados dentro da gaveta em casa, embora a maioria deles ainda funcione.

Conheça a Recomércio, empresa que revende celulares em desuso
Foto: Karen Blixen / Flickr

De olho nesses números, a lógica da Recomércio é bem simples: a empresa compra os celulares que já estão fora de uso e analisa suas respectivas condições. Caso o aparelho esteja em boas condições, ele é recondicionado (reformado) e colocado à venda na internet, com garantia inclusa.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Porém, se o aparelho estiver demasiadamente estragado ou obsoleto, ele é encaminhado para um centro de reciclagem, onde será desmontado para reaproveitamento dos componentes (tela, teclado, chip, placa-mãe etc.)

Trata-se de uma solução bastante interessante, haja visto que os smartphones podem durar até quatro anos, apesar dos brasileiros trocarem de aparelho, em média, anualmente. O recondicionamento deste pode garantir-lhe três anos a mais de vida útil.

Conheça a Recomércio, empresa que revende celulares em desuso
Foto: Reprodução

Além disso, a Recomércio realiza o descarte dos componentes sobressalentes de forma sustentável, minimizando os impactos ambientais causados por esse mercado. Indiretamente, a iniciativa ajuda na diminuição da informalidade na comercialização de smartphones usados, melhorando as condições de venda e na relação entre comprador e vendedor desses aparelhos.

Leia tambémEstudantes italianos criam máquina que faz capinhas para celulares com plástico reciclado

A favor dessa ideia, os números disponibilizados pelo mercado são bastante animadores. Uma pesquisa indicou que 80% dos celulares comprados pela Recomércio estão em boas condições de uso e podem ser reutilizados com pequenas reformas.

Apesar de estar engantinhando no Brasil, estima-se que o mercado internacional desse nicho movimentou US$ 17 bilhões no ano passado.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: The Greenest Post
Foto de capa: Reprodução

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar