fbpx

Brasiliense representa o Brasil em evento global de liderança feminina

Fernanda Pereira estudou em escola pública e cursa Direito na Universidade de Brasília.


brasiliense representa brasil evento global liderança feminina
PUBLICIDADE ANUNCIE

Moradora de Águas Claras, Fernanda Pereira, 19 anos, é estudante de Direito da Universidade de Brasília e foi escolhida como a representante brasileira para participar do G(irls)20, evento global de liderança feminina, realizado em Buenos Aires, Argentina.

Filha de uma cabeleireira e de um administrador de empresas, sempre estudou em escolas públicas. Uma parte do ensino fundamental foi no Centro Educacional Incra 08, em Brazilândia, e a outra, no Centro de Ensino Fundamental, em Ceilândia. Ela cursou o ensino médio no Centro de Ensino Médio Setor Leste, na Asa Sul e ingressou na faculdade pública graças a sua dedicação aos estudos e à utilização de cotas para estudantes da rede pública de ensino.

O G(irls)20 Summit é um evento que dura uma semana inteira e nele jovens mulheres do mundo todo recebem treinamento em liderança, empreendedorismo social e mentoria de outras líderes mulheres do setor público e de negócios. O programa é um modelo como o G20, no qual representantes de países debatem temas e políticas necessárias para o aprimoramento do mundo, só que somente com jovens meninas.

As selecionadas para o evento de liderança para mulheres participam como delegadas e contribuem debatendo e pensando políticas econômicas, sociais relacionadas a questões que meninas e mulheres enfrentam nos seus países de origem. Lançado em 2009, na Clinton Global Initiative, o G(irls)20 coloca mulheres jovens no centro da processos de tomada de decisão.

A 9ª Cúpula Global G(irls)20 iniciou no dia 13 de outubro, com mais de 20 jovens de todo o mundo chegando a Buenos Aires para uma semana de treinamento de liderança, desenvolvimento de empreendimentos sociais e orientação de líderes os setores empresarial e público. Os delegados contribuíram com as questões econômicas e sociais que meninas e mulheres em seus países para um comunicado entregue aos líderes mundiais antes da Cimeira do G20.

PUBLICIDADE ANUNCIE

A brasileira participa do projeto de extensão “Maria da Penha: atenção e proteção”, que promove assistência jurídica e psicológica para mulheres em situação de violência doméstica em Ceilândia-DF. Além disso, é voluntária no projeto “Escola de App: enfrentando a violência online contra meninas”, que promove discussões entre alunas de ensino médio da rede pública sobre violência contra meninas na internet, como preveni-la e o que fazer caso se torne vítima, além da realização de oficinas para o desenvolvimento de aplicativos para telefone, para que essas garotas sejam empoderadas digitalmente.

[Nota da Redação]

Agora temos um canal no YouTube! Assista ao primeiro vídeo falando sobre uma inciativa que une Brechó com adoção de animais, e se inscreva no canal aqui.

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

 

crédito da foto: Divulgação

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar