fbpx

Michael B. Jordan só fará filmes com cláusula de inclusão


Michael B. Jordan
PUBLICIDADE ANUNCIE

O ator norte-americano Michael B. Jordan, que está nos cinemas com o filme Pantera Negra, disse que a sua produtora a partir de agora, adotará a cláusula de inclusão/representatividade, uma cláusula em contratos que exigem que projetos audiovisuais tenham diversidade racial e de gênero em seu elenco e equipe.

Sua decisão veio depois que ele assistiu o poderoso discurso da atriz Frances McDormand, quando ganhou o Oscar de melhor atriz por causa da sua atuação no filme Três Anúncios para um Crime. Em seu maravilhoso discurso, em que ela pediu para que todas as mulheres se levantassem, Frances incentiva a indústria a apoiar mais projetos feitos por mulheres e fez um apelo aos atores, pedindo para que todos passassem a adotar essa cláusula de inclusão. Ainda não viu o discurso? Dá um play aqui embaixo:

PUBLICIDADE ANUNCIE

Não tem como alguém ficar imune a esse discurso, simples porém poderoso e foi exatamente isso o que aconteceu com Michael, que em entrevista disse: “Em apoio às mulheres e homens que lideram essa luta, vou adotar Inclusion Rider para todos os projetos produzidos pela minha empresa Outlier Society. Tive o privilégio de trabalhar com mulheres poderosas e pessoas de cor ao longo da minha carreira e a missão da Outlier é continuar a incentivar pessoas com talento no futuro”.

Com informações de Papel Pop

Foto: reprodução vídeo Papel Pop

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar