fbpx

Oprah Winfrey faz discurso poderoso contra desigualdade e violência contra a mulher


PUBLICIDADE ANUNCIE

Ontem rolou o Globo de Ouro 2018 e quem fez bonito foi a deusa da televisão americana, Oprah Winfrey, por dois motivos: 1) foi ela quem ganhou o prêmio honorário Cecil B. DeMille , tornando-se assim, a primeira negra a receber esse prêmio e, 2) ao receber o prêmio ela fez um discurso poderoso e emocionante sobre diversidade, respeito e desigualdade.

No início do discurso, a atriz e apresentadora disse que quando era jovem lembra do primeiro artista negro a ganhar a estatueta: Sidney Poitier, pela sua atuação no filme “Uma Voz Nas Sombras”. Na hora dos agradecimentos ela disse que passamos por tempos difíceis, mas que se sente muito orgulhosa por todas as mulheres corajosas que estão tendo coragem de lutar por mais igualdade: “Eu tenho certeza de que falar a sua verdade é a ferramenta mais poderosa que temos, e sou muito orgulhosa de todas as mulheres que se sentiram fortes o suficiente para se manifestarem e compartilharem suas histórias”.

Quem entregou o prêmio à ela, foi a atriz Reese Witherspoon, que atuou com ela no filme “Uma Dobra no Tempo”, que estreia este ano e ao fim do discurso, Oprah falou sobre Recy Taylor, que foi estuprada por seis homens em 1944 e passou a vida lutando por justiça e direitos iguais para homens e mulheres: “Os homens que tentaram destruí-la nunca foram processados. Recy Taylor morreu dez dias atrás. Ela viveu, como todos vivemos, muitos anos numa cultura quebrada por homens brutalmente poderosos”.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Assista abaixo esse impactante discurso de Oprah, postado diretamente no Twitter do Globo de Ouro.

 

E aqui, um pedaço da cobertura do Globo de Ouro, postado na página Passou na TV:

Com informações de Papel Pop

 

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar