Conheça a primeira transexual registrada em um time feminino de vôlei no Brasil

Uma grande vitória contra o preconceito, no país que mais mata transexuais no mundo!


vôlei-transexual
603 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

07A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) tomou uma decisão inédita, e que serve de inspiração para outros esportes: registrou a primeira transexual a integrar uma equipe feminina no Brasil.

Isabelle Neris, atleta do time Voleiras, de Curitiba, nasceu em um corpo de menino, mas “sempre soube que era homossexual”. Ela começou seu tratamento hormonal aos 17 anos. Um ano depois, fez a primeira cirurgia plástica – com o apoio dos familiares.

O vôlei é o esporte preferido de Isabelle desde a infância: “Na adolescência, eu vi que não me enquadrava nos padrões masculinos. Porque os meus níveis de testosterona sempre foram mais baixos, mesmo antes do tratamento hormonal.”

Mas, como não podia jogar entre os homens, e sua documentação não permitia integrar um time, o vôlei virou apenas um hobby. Isabelle, então, optou por estudar e se tornar técnica em radiologia – hoje, ela trabalha em um salão de beleza.

vôlei-transexual

Em 2015, ela recebeu o convite do time Voleiras para disputar torneios locais e regionais. “Deixei bem claro para a comissão técnica e para as outras meninas que eu só poderia participar de treinos”, afirma. No mesmo ano, ela entrou com recurso para alterar seus documentos, e a comissão técnica da equipe procurou se informar sobre a possibilidade de inscrevê-la em uma partida oficial.

Isabelle não tem esperança de um dia se tornar atleta profissional, mas sabe que o fato de estar em quadra já é uma grande vitória contra o preconceito: “Eu já tenho 25 anos, e geralmente as atletas de alto nível começam mais cedo. Mas quero continuar jogando em competições regionais, locais, e ser cada vez mais respeitada”.

Leia também:

Ele trabalhou no McDonald’s e manda recado à jovens sobre dar certo na vida

Enfermeira faz book de gestantes carentes para que elas não parem de cuidar da gravidez

Com informações do Brasil de Fato / Foto: Daniel Giovanaz


Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar