Bebê que nasceu sem a metade esquerda do coração ganha oportunidade de viver

O pequeno Charlie Douthwaite se tornou o paciente mais jovem na lista de espera para transplantes do Reino Unido.


953 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Antes mesmo de nascer, o pequeno Charlie Douthwaite, de oito semanas, foi diagnosticado com síndrome do coração esquerdo hipoplásico, uma condição rara que faz com que o lado esquerdo do coração não se desenvolva completamente.

O problema foi diagnosticado durante um exame de rotina de sua mãe quando ela estava gravida de 20 semanas, segundo uma publicação da British Heart Foundation no Facebook. Charlie precisou ser submetido a uma cirurgia de transplante com apenas três dias de vida.

Ele parecia estar se recuperando bem do procedimento, mas alguns dias depois ele teve duas paradas cardíacas. O bebê passou por mais 11 operações, até que os médicos decidiram que ele precisava de um coração novo.

Com apenas cinco semanas de vida, Charlie se tornou o paciente mais jovem na lista de espera para transplantes do Reino Unido, que atualmente conta com mais de 6.500 pessoas. Por sorte, diferentemente dos outros pacientes, que esperam meses, às vezes anos, para receber um coração novo, Charlie encontrou um doador compatível em questão de semanas.

“Ainda não caiu a ficha de que em algum lugar uma família incrível nos deu esse presente incrível e sem preço que jamais poderia ser dado, no seu momento mais sombrio eles ainda pensaram em outra pessoa”, escreveram os pais de Charlie no Facebook.

O transplante foi realizado no Hospital Freeman, em Newcastle, na Inglaterra, e durou nove horas. Charlie está se recuperando da cirurgia e espera receber alta em 2018. “Ele está bem até agora, não poderíamos estar mais orgulhosos dele, é um herói da vida real, nosso pequeno guerreiro.”

Com informações do GNN

fotos: reprodução Facebook/A New Heart For Charlie


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista