Cirurgião já desembolsou mais de R$ 180 mil para reconstruir rosto de mulheres vítimas de ataques a ácido

E ele ainda capacita outros médicos para atender mais mulheres!


cirurgião
2374 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

As imagens são fortes, mas elas só mostram a real importância do trabalho voluntário do médico paquistanês Asim Shahmalak. Ele se mudou para o Reino Unido logo depois de se graduar como médico cirurgião.

Shahmalak é reconhecido pelo seu trabalho com personalidades, incluindo o modelo norte-americano Calum Best. Mas, seu talento também está a serviço de uma causa nobre, financiada com o dinheiro do próprio bolso. Shahmalak está ajudando mulheres do seu país vítimas de ataques a ácido, segundo informações do Daily Mail.

O cirurgião já desembolsou mais de R$ 180 mil para reconstruir o rosto desfigurado de mulheres paquistanesas. Uma delas é a jovem Sidra Kanwal (foto abaixo), após se recusar a aceitar um casamento arranjado, contra sua vontade.

Os ferimentos foram tão graves, que, para você ter uma ideia, o filho de três anos de Kanwal se recusou a morar com ela por ter medo de suas cicatrizes – imagine como ficou o coração dessa mãe… Devastado!

Sidra Kanwal antes e depois do ataque.

“Chorei quando ouvi suas histórias”, disse Shahmalak. Atualmente, ele vive em Manchester, na Inglaterra, com a esposa e os dois filhos. “Ser mergulhada em ácido porque você recusou uma proposta de casamento? Até na Idade Média as pessoas eram tratadas melhores”.

“Elas perderam a esperança de obter ajuda porque o governo no Paquistão não pode se dar ao luxo de fazer alguma coisa”, acrescentou.  “Nós somos a sua última esperança. Elas não são aceitas pela sociedade por causa de sua desfiguração. Não conseguem empregos e, em alguns casos, até foram rejeitadas por suas famílias e passaram a mendigar o pão nas ruas”.

Kanwal é apenas uma das mulheres que estão sendo socorridas por Shahmalak. Existem outras, como Sana Naz, uma jovem de 24 anos. Ela perdeu o olho esquerdo, as duas sobrancelhas e a maior parte dos cílios em um ataque feito por um ex-amigo. Outra mulher, uma senhora de 52 anos, também receberá ajuda do médico, sem precisar pagar nada por isso.

Paralelo aos transplantes, Shahmalak capacita outros médicos e técnicos locais com suas técnicas para que seu trabalho possa ser replicado em hospitais do Paquistão. A ideia é que a boa ação continue quando ele retornar à Inglaterra.

Parabéns, Shahmalak!!! Pessoas como você inspiram o mundo. Keep up the good work 😉


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista