Cubanos desenvolvem cura contra vitiligo em 3 dias

Instituto cubano desenvolve cura contra vitiligo em 3 dias a partir de extrato natural retirado da placenta humana.


463867 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

As causas do vitiligo – doença conhecida pela despigmentação da pele e que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), atinge um 1% da população mundial – podem ser ocasionados por herança genética, autoimunidade e até estresse. Existe uma variedade de tratamentos para a doença. Um deles é o método cubano, que apresenta resultados com grande poder de cura.

Cuba desenvolve o tratamento desde a década de 1970, de acordco com o Centro de Histoterapia Placentária, em Havana. Retirado da placenta humana, o Melagenina Plus é um extrato alcoólico estimulante da melanina, proteína responsável pela pigmentação da pele.

A primeira aplicação do medicamento mostrou que 84% dos 732 pacientes que participaram do estudo voltaram a ter pigmentação total nas áreas atingidas pelo vitiligo.

“As manchas foram regredindo. Eu tinha manchas no rosto e não tenho mais. Eu tenho algumas manchas localizadas, como no pé e no joelho, mas são muito pequenas. Faz mais de vinte anos que elas pararam de crescer”, contou Glícia Pontes, professora da Universidade Federal de Goiás, uma das primeiras brasileiras a ter êxito com o método cubano.

O Centro de Histoterapia Placentária realiza o tratamento durante 3 dias consecutivos. A consulta no Centro é de segunda à sexta-feira, das 9h às 16h. Os estrangeiros que querem se tratar em Cuba devem viajar para Havana e ficar no país pelo menos 4 ou 5 dias. Saiba mais:

Fonte: Sempre Questione/Contexto Livre


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista