fbpx

Jovem de 18 anos cria sutiã que detecta câncer de mama com mais precisão do que o autoexame

O EVA, como foi batizado o sutiã, é equipado com sensores de tato, temperatura e luz, que monitoram a saúde dos seios periodicamente.


PUBLICIDADE ANUNCIE

O câncer de mama é a segunda maior causa de morte entre as mulheres no mundo inteiro. O mexicano Julián Ríos tinha 13 anos quando sua mãe foi diagnosticada com a doença pela segunda vez. Em menos de seis meses, o tumor que era do tamanho de um grão de arroz evoluiu para o de uma bola de golfe.

Como o diagnóstico da doença demorou a sair, a mãe de Julián perdeu as duas mamas e, por pouco, não perdeu a vida. Pensando em formas de melhorar o diagnóstico, o jovem de apenas 18 anos criou um sutiã capaz de detectar os sintomas da doença, com mais precisão do que o autoexame.

O EVA, como foi batizado o sutiã, é equipado com sensores de tato, temperatura e luz, que monitoram a saúde dos seios periodicamente. A peça deve ser usada entre 60 e 90 minutos por semana.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Informações relacionadas à cor, textura e temperaturas dos seios são enviadas para um aplicativo especial e analisadas por um algoritmo. O resultado é enviado tanto para a mulher quanto para o seu médico oncologista, oferecendo um diagnóstico preciso.

A invenção de Julián foi premiada no Global Student Entrepreneur Awards (GSEA), premiação voltada para estudantes empreendedores. Quer saber mais sobre o sutiã EVA? Dá o play no vídeo:

Leia também: Universitários de Juiz de Fora levam informações sobre a prevenção do câncer de mama para moradores em situação de rua

Com informações do site Casa e Jardim

fotos: divulgação

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar