fbpx

Pesquisadores criam sorvete que ameniza efeitos da quimioterapia

O sorvete, nos sabores morango, chocolate e limão, funciona como um complemento alimentar.


pesquisadores criam sorvete ameniza efeitos colaterais quimioterapia
PUBLICIDADE ANUNCIE

Enjoos, tonturas, fraqueza e queda de cabelo são alguns dos efeitos colaterais da quimioterapia em pacientes com câncer. Outro efeito comum é a falta de apetite, agravada pelo surgimento de feridas na boca que dificultam a ingestão de alimentos.

Agora, esses efeitos poderão ser amenizados com um alimento delicioso: sorvete. A novidade foi desenvolvida por pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina, em parceria com uma fábrica de Florianópolis. As informações são do G1.

Leia também: Cientistas descobrem composto que “congela” célula do câncer

Nos sabores morango, chocolate e limão, o sorvete funciona como um complemento alimentar. Ele foi servido a pacientes do Hospital Universitário da UFSC durante um ano. A aceitação e os resultados do teste foram positivos.

PUBLICIDADE ANUNCIE

“Foi uma surpresa maravilhosa, o sorvete é delicioso e ele minimiza os efeitos da quimioterapia”, disse Carol Gilda Martins, paciente da unidade hospitalar. Desde março, ela faz tratamento para um câncer linfático.

Raquel Kuerten de Salles, do Departamento de Nutrição da UFSC, é uma das nutricionistas responsáveis pela pesquisa. Por ser gelado, ela explica que o sorvete ajuda a anestesiar inflamações na cavidade bucal, as mucosites, ou os famosos ‘sapinhos’, que dificultam a ingestão alimentar.

“Também o paciente que está em quimioterapia que ele tem uma alteração do paladar, o paciente tem uma dificuldade para se alimentar, tem um gosto diferente. O paciente também sente bastante náuseas, às vezes até o cheiro da comida pode incomodar”, complementa a médica Giovanna Steffenello, da equipe de Hematologia do hospital.

O sorvete leva fruta e outros ingredientes. Ele levou seis meses para chegar à fórmula desejada pelas nutricionistas. O grande desafio foi introduzir o azeite de oliva – uma gordura de alto valor nutricional – e uma quantidade de proteína, disse o diretor de desenvolvimento de produtos Marcelo Baracuhy.

O aposentado Carlos Alberto Martins confirma que a recuperação melhorou quando passou a consumir o sorvete. “Então com sorvetinho ficou tudo de bom. A recuperação é melhor ainda.”

crédito da foto: Reprodução/NSCT

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar