Universidade do Japão desenvolve coquetel que reduz o Alzheimer em 30%


101 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

A Universidade de Kyoto – no Japão, depois de recente pesquisa com células-tronco, afirmou ter encontrado um coquetel que reduz as células Beta-amiloide, que são as responsáveis pelo desenvolvimento do Mal de Alzheimer, que acontece quando o cérebro passa a produzir exageradamente essas proteínas.

A pesquisa testou 1258 remédios e chegou a conclusão de que a combinação mais eficiente, seria: bromocriptina (usado para tratar o Mal de Parkinson) + cromoglicato (usado para a asma) + topiramato (usado para epilepsia).

Leia também: Cientistas de São Carlos criam teste capaz de diagnosticar Alzheimer em meia hora

Esses 3 medicamentos, usados ao mesmo tempo, reduzem em até 30% a produção de Beta-amiloide!

Segundo a Universidade, essa foi a primeira vez que uma combinação de medicamentos conseguiu diminuir a produção da proteína responsável pelo desenvolvimento da doença, porém as pesquisas ainda continuam, já que eles ainda não têm certeza de como isso afetará os seres humanos (a pesquisa foi feita a nível celular).

O Mal de Alzheimer, também conhecida por esclerose, é um tipo de demência de caráter neurodegenerativo, que se agrava com o tempo.

Com informações de Só Notícia Boa

Foto: We Heart It


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista