fbpx

Pai adapta bicicleta para filho com paralisia cerebral sentir o prazer de pedalar


Gabriel Couto Rocha, o Biel, como é mais conhecido, tem paralisia cerebral e por isso tem algumas limitações motoras. Mas nada que o impeça de fazer aquilo que mais ama: andar de bicicleta.

Tudo graças ao pai, Rodrigo Silva Rocha, um eletricista que também é ciclista. Rodrigo projetou um modelo de bike, muito parecido com os tradicionais triciclos, em que ele puxa o filho, proporcionando-lhe o prazer de pedalar.

biel-triclo

A inspiração veio de um modelo que ele encontrou na internet após pesquisar muito. Rodrigo adaptou o modelo para as condições locais, devido ao excesso de quebra molas, irregularidades de piso, etc. “Foi tudo desenhado e projetado entre eu e amigos que foram solidários ao caso”, conta o pai em entrevista para o site vá de bike.

Em 2013, eles participaram juntos de uma corrida em Barra da Piraí, no Rio de Janeiro, cidade onde vivem. “Levar ele para a bike surgiu depois que decidi que maratona era simples, que tínhamos que ir mais longe, novas adrenalinas, novos desafios.”

biel-maratona

Pai e filho também correram a Maratona do Rio. “Acreditei em meu potencial e na força que Biel me transmite durante as corridas. Realmente, sua presença e olhares são muito fortes”. Foi daí que surgiu a frase deles e da tatto de Rodrigo: “Eu o empurro, mas é ele quem me leva”.

Rodrigo conta que Biel está amando a bike. “Diariamente, ele fica apontando para onde a bicicleta fica guardada e a minha esposa tem que levar ele para ver que ela está lá, com a promessa de andarmos no final de semana.”

Quem quiser acompanhar mais de perto as aventuras de Biel nos pedais é só seguir sua página no Facebook e o seu perfil no Instagram.


Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar