fbpx

Vigia de escola entra para a universidade e sonhar em dar aulas

Manoel Castro dos Reis entrou para a universidade com o objetivo de dar aulas na escola em que trabalha como vigia.


vigia escola entra universidade sonha aulas
PUBLICIDADE ANUNCIE

Sonhando em ser professor, Manoel Castro dos Reis, 60 anos, entrou para a universidade com o objetivo de dar aulas na escola onde trabalha como vigia.

Ele estuda história na Universidade Federal do Tocantins e é vigia de uma escola em Araguaína. Manoel voltou a estudar depois de quase 50 anos longe da sala de aula – saiu da escola quando tinha 13 anos e precisou mudar de cidade.

Leia também:

Pai resolve entrar na faculdade e estudar na mesma sala que filho autista para apoiá-lo

Seringueira se alfabetiza aos 71 anos e agora quer fazer faculdade

Manoel fez a prova do Encceja, para obter o certificado do ensino médio, e a prova do Enem para alcançar a nota para entrar na faculdade de história. Ele está bastante empolgado com o curso e diz que ainda não consegue acreditar que entrou para a universidade – a ficha ainda não caiu!

PUBLICIDADE ANUNCIE

“Eu ainda estou vislumbrado, pasmo e admirado. Mas está sendo muito gratificante”, contou o vigia para a reportagem da TV Anhanguera.

Além de estar se preparando para realizar o sonho de ser professor, Manoel vive a experiência de estudar na mesma universidade que o filho. Ítalo Castro foi aprovado para o curso de química e agora compartilha a vida universitária com o pai.

“É muito gratificante ver ele como aluno, conseguindo realizar o sonho dele”, disse o jovem.

Na sala de aula, Manoel aprende, mas também ensina. O vigia aproveita para contar histórias da época que já viveu e contribui para as aulas.

“O professor mostrou onde a gente podia fazer pesquisa e deu um exemplo: ‘Como pesquisar as roupas que as mulheres usavam na década de 70’. Aí eu disse: ‘Isso não preciso pesquisar professor, eu me lembro como a minha namoradinha se vestia’”, brincou.

Faltam alguns anos para Manoel terminar a faculdade, mas na escola onde trabalha, todo mundo já consegue vê-lo dentro da sala de aula sendo chamado de professor.

crédito da foto: Reprodução/TV Anhanguera

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar