fbpx

Canoa movida a energia solar está sendo usada como meio de transporte de comunidades da Amazônia


PUBLICIDADE ANUNCIE

Já não é de hoje que estamos desenvolvendo maneiras mais sustentáveis de viver. O meio ambiente e o mundo animal precisam de soluções, para que possamos viver em harmonia com eles e, pensando nisso, também devemos repensar os meios de transporte e os combustíveis utilizados por eles. Foi pensando em reduzir os danos ao meio ambiente que uma canoa movida a energia solar foi desenvolvida e já está sendo usada, na Amazônia.

Relacionado: Em Floripa, ônibus elétrico movido a energia solar roda mais de 10 mil km em 2 meses

Sem utilizar gasolina, que é um dos combustíveis fósseis mais poluentes, já que sua combustão produz dióxido de carbono, esta canoa chama Tapiatpia, em homenagem a um peixe elétrico da área e, está sendo usada como meio de transporte das comunidades indígenas da Amazônia. Ela costuma percorrer 67 km, entre os rios Capahuari e Pastaza, no Equador, e ajuda na locomoção de cerca de 1000 pessoas que vivem em 9 assentamentos.

A canoa é feita em fibra de vidro, utiliza 32 painéis solares em seu teto e se inspira no desenho de embarcações usadas por indígenas que vivem no norte do país. O projeto ainda está na fase inicial, mas o objetivo é que seja implementado em outros rios da bacia amazônica, um ecossistema ameaçado pelo desmatamento.

O projeto leva o nome de Kara Solar e está sendo desenvolvido pelo norte-americano, Oliver Utne, há mais de uma década. Em funcionamento há apenas um ano, este é o primeiro sistema fluvial comunitário solar a existir nesta parte da Amazônia, oferecendo um meio de transporte sustentável para povos que antes viviam isolados.

Antes do Tapiatpia, o transporte entre as aldeias achuar era realizado por barcos movidos a gasolina e diesel, o que agride o ambiente e vai contra a ideologia dos povos indígenas, que é o de viver em harmonia com o meio ambiente. Em entrevista à BBC, o americano diz que a ideia surgiu da necessidade: “A canoa solar é uma solução ideal para esse lugar porque aqui não há rede de rios navegáveis, interconectados e há uma grande necessidade de transporte alternativo”.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Unindo tecnologia moderna com o conhecimento ancestral, a canoa tem sido usada para levar crianças às escolas, que tem visto a quantidade de alunos aumentar e, doentes em médicos, contribuindo para a comunidade como um todo. As rotas, os horários, o porto central e outros assuntos relativos a seu funcionamento foram decididos pelas próprias comunidades.

Além de ser um transporte de baixo custo, que utiliza energia limpa, a canoa não faz ruído algum, não espantando os animais que vivem nas redondezas. O projeto, aparentemente pequeno, pode ter um impacto crucial na conservação de um dos mais importantes ecossistemas do mundo: “Harmonizamos conhecimentos ancestrais indígenas com tecnologia moderna em busca de uma solução real para nossa casa em comum, o planeta terra“, disse Oliver.

O projeto foi uma iniciativa da Asociación Latinoamericana para el Desarrollo Alternativo (ALDEA) em conjunto com a Nacionalidad Achuar del Ecuador (NAE) e, além do mais, resolve um outro problema, já que os combustíveis são caros, pois só chegam de avião.

Uma solução sustentável, inovadora e que só vem trazendo benefícios ao meio ambiente, às comunidades amazônicas e ao mundo animal. Que projeto incrível!

Assista a reportagem feita pela BBC e se encante pelo projeto:

Com informações de BBC

Fotos: Divulgação Kara Solar

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar