fbpx

Canudo feito de papel chega para substituir o de plástico

A ideia da Fulpel Group é substituir os canudos de plástico nas redes de fast-food por canudos feitos de papel biodegradável de madeira de reflorestamento.


canudos papel alternativa plástico
PUBLICIDADE ANUNCIE

Falamos recentemente de uma empresa americana que produz escovas de dentes feitas com bambu, uma matéria-prima biodegradável, oferecida como alternativa às escovas de plástico, que causam impactos negativos no meio ambiente quando são descartadas.

No Brasil, também vemos empresas se esforçando para substituir produtos de plástico, conscientes dos riscos que eles trazem para a natureza e a vida animal. A Fulpel Group está entre elas.  Em agosto deste ano, a companhia vai começar a produzir canudinhos biodegradáveis.

Vale dizer que a produção produtos sustentáveis não é novidade para a empresa, que faz isso há quase 30 anos, informou o site CICLOVIVO.

“Alguns setores já começaram a se movimentar pela causa, chamando atenção para o problema mundial. Por isso o nosso objetivo é o de oferecer qualidade e preço justo para que o uso do canudo de papel seja cada vez mais no Brasil”, afirmou Marcos Silva, diretor da Fulpel Group.

Apesar do produto ter um custo alto, cerca de 13 vezes mais caro que o canudo de plástico, o gestor comercial da companhia, Wellington de Paula, afirmou que a conscientização dos consumidores pode impulsionar a comercialização do canudo de papel, compensando os custos de produção.

PUBLICIDADE ANUNCIE

canudos papel alternativa plástico

“Esse mercado segue em expansão e estamos atrelados a isso, especialmente no segmento de alimentação fora do lar. Nesse cenário, projetamos crescer mais de 30% esse ano”, disse o gestor comercial ao Diário Comércio Indústria & Serviço.

A ideia da Fulpel Group é estimular a substituição dos canudos de plástico oferecidos em diversas redes de fast-food: restaurantes, lanchonetes, cafés e por aí vai.

O produto será o primeiro no mercado nacional feito de papel biodegradável de madeira de reflorestamento com certificação. O protótipo foi lançado na última edição da Feira Internacional de Tecnologia para a Indústria de Alimentos e Bebidas), realizada em junho.

Ele virá em três tamanhos diferentes: um de 6 mm de diâmetro, para sucos e refrigerantes, o primeiro a ser disponibilizado; outro de 8 mm, para vitaminas e sucos mais grossos e o de 11 mm, para milkshakes.

O canudinho de papel será vendido pelo site da empresa. Cada caixa com mil unidades vai custar, em média, 150 reais.

crédito das fotos: divulgação

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar